F1

"Anomalia" faz Toro Rosso trocar motor de Kvyat por precaução e causa primeira mudança da Honda em 2019

Demorou duas corridas e um treino livre do terceiro fim de semana da Fórmula 1 2019 para a Honda precisar mudar o primeiro motor. E foi o de Daniil Kvyat após a Toro Rosso notar problemas nas informações enviadas na telemetria logo no começo das atividades em Xangai.

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
A primeira mudança de motor da Honda na temporada 2019 do Mundial de Fórmula 1 aconteceu na madrugada desta sexta-feira (12). Após notar problemas com o carro de Daniil Kvyat durante o primeiro treino livre no fim de semana em Xangai, a Toro Rosso precisou executar a troca. 
 
De acordo com o time italiano, a decisão da mudança completa da unidade de força foi tomada como cuidado para a sequência do fim de semana, especialmente por conta do pouco tempo para averiguações entre os treinos livres. A reutilização das partes substituídas não estão descartadas. 
 
"Durante o TL1, notamos uma anomalia nas informações da unidade de força do carro de Kvyat. Com apenas um pequeno tempo entre o TL1 e o TL2 para investigar o assunto cuidadosamente, decidimos mudar a unidade de força do carro como uma medida de precaução", afirmou a equipe por meio da sua conta oficial no Twitter.
Daniil Kvyat (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Durante o curso da temporada, cada carro pode utilizar três motores a combustão, geradores de recuperação de energia e turbos, enquanto dois geradores de energia cinética e portadores de energia são permitidos antes que uma punição seja desferida para o piloto.
 
Toyoharu Tanabe, diretor-esportivo da Honda, falou após o TL1 sobre a necessidade de melhora dos motores japoneses mesmo após Max Verstappen conquistar o primeiro pódio desta retomada da marca na F1.
 
"Até agora, o começo de temporada tem desempenho e resultados razoáveis, mas razoável significa que ainda não é fantástico. Claramente vemos uma grande diferença entre os líderes e nós. Precisamos trabalhar para melhorar nosso desempenho e competir com os outros. Entendemos que não é fácil melhorar o desempenho imediatamente, mas vamos continuar forçando", comentou.
 
Sebastian Vettel liderou o TL1 para a Ferrari. Veja os horários do fim de semana da F1 na China.