Ansioso pelo “maior dia da carreira”, Pérez vibra por chance de correr no México e busca manter ascensão da Force India

Sergio Pérez não vê a hora de voltar a correr diante do seu público. A última vez aconteceu há mais de dez anos, quando ‘Checo’ ainda era um kartista e sonhava com a F1. Hoje grande astro do México no esporte a motor, o piloto da Force India parte em busca do "maior dia da carreira”

Sergio Pérez abriu o fim de semana do GP do México dividindo as atenções do público e da mídia com o novo tricampeão mundial, Lewis Hamilton. Sentados lado a lado na entrevista coletiva promovida pela FIA na tarde desta quinta-feira (29) no Autódromo Hermanos Rodríguez, Hamilton e Pérez eram só sorrisos enquanto o britânico tentava falar um pouco de espanhol. Quando foi sua vez de responder à primeira pergunta, ‘Checo’ não se furtou a falar sobre um sonho que está perto de se tornar realidade: disputar o GP do México de F1, diante da sua torcida.
 
“São mais de dez anos que não corro no meu país”, recordou Pérez, de 25 anos. A última vez que ‘Checo’ acelerou no México foi quando ainda era um kartista e tinha 14 anos. Hoje, o piloto da Force India é a grande estrela do país no esporte a motor.
Ao lado do tricampeão Hamilton, Sergio Pérez é só sorrisos (Foto: F1/Reprodução)
“Vai ser o maior dia da minha carreira”, disse o jovem de Guadalajara, já prevendo uma reação apaixonada do público local. “Vocês sabem como os mexicanos são, e não importa qual será o resultado, vai ser o maior dia. Vai ser um sonho que se realiza correr diante da minha torcida”, declarou.
 
Pérez vem de dois grandes resultados consecutivos na temporada. Em Sóchi, o mexicano conquistou um pódio improvável depois de ver os finlandeses Valtteri Bottas e Kimi Räikkönen baterem na última volta. E no GP dos Estados Unidos, ‘Checo’ novamente terminou numa boa colocação e cruzou a linha de chegada em um ótimo quinto lugar.

Tudo o que Sergio deseja é manter a ascensão da Force India. Com base nos bons resultados recentes, sua confiança é justificável.

 
“Definitivamente, estamos vindo de duas corridas boas. As últimas seis foram fortes para a equipe, e acho que é boa a chance de manter esse bom momento. Estou empolgado com a chance de marcar bons pontos para a equipe no domingo, e para todos que virão aqui ver”, complementou o piloto mexicano.
Seguramente o maior responsável por levar a F1 de volta ao México, Carlos Slim, um dos homens mais ricos do mundo e dono do conglomerado de empresas de telecomunicações Telmex, também é o maior apoiador da carreira de ‘Checo’. O piloto falou com orgulho de Slim.
 
“Carlos tem sido um grande apoiador da minha carreira e um grande amigo. Estou orgulhoso do que conquistamos com este GP do México. Tem muita gente envolvida para fazer essa corrida acontecer, e isso me faz sentir muito orgulhoso para chegar aqui”, comemorou Pérez, feliz e com a perspectiva de um fim de semana de sucesso.
Sergio Pérez não escondeu a felicidade por estar perto de correr diante dos seus fãs (Foto: F1/Reprodução)
“Tenho certeza que vai ser um grande evento, e não tenho dúvidas de que vai se tornar um evento muito popular para a família da F1”, disse.
 
Por fim, Pérez falou sobre o legado dos irmãos Ricardo e Pedro Rodríguez, que dão nome ao autódromo mexicano. Pedro foi o único piloto do país a vencer na F1 e o último mexicano a disputar o GP do México, em 1970. ‘Checo’ reconheceu a pressão por correr em casa, mas deixou claro que lida muito bem com isso.
 
“Faz tempo que não tínhamos um piloto antes de mim. O que eu ouvia mais era dos Rodríguez. Eram ótimos. Infelizmente morreram muito jovens. Penso que tinham muito mais para oferecer para o esporte e a F1. Vai ter muita energia no fim de semana, gente me apoiando, e o que preciso fazer é o que faço sempre: uma vez que coloco o capacete, seguir o mesmo procedimento de classificação, de largada. Obviamente, há muita pressão, mas é muito positiva. Vai me dar uma motivação enorme para o domingo”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube