Antiga casa da F1 na Índia vira abrigo e zona de quarentena do coronavírus

O Circuito Internacional de Buddh assume fundamental papel no combate do coronavírus. Pensando nos migrantes indianos, vai servir de abrigo e zona de quarentena, a princípio, até o dia 14 de abril

O Circuito Internacional de Buddh ganhou fundamental papel no combate do coronavírus. Antigo palco do GP da Índia da Fórmula 1, vai servir de abrigo e zona de quarentena para migrantes e infectados.
 
O promotor da prova indiana e dono do circuito, Jaypee Group, perdeu o terreno onde o traçado era construído. Sem conseguir pagar as taxas, o local foi para as mãos da Autoridade de Desenvolvimento Industrial Yamuna Expressway [YEIDA, sigla em inglês].
 
O futuro do circuito ainda é incerto, mas, no momento, vai servir para auxiliar no combate da Covid-19. Na operação, entretanto, algumas áreas não serão utilizadas, como o núcleo do circuito e o traçado. 
 
A decisão foi tomada pelo magistrado distrital de Gautam Budh Nagas, BN Singh. O indiano invocou os poderes sob a Lei de Gerenciamento de Desastres para que o local abrigue trabalhadores migrantes. A princípio, as acomodações são até o dia 14 de abril.
Buddh vai receber migrantes durante a pandemia do coronavírus (Foto: Red Bull/Getty Images)
“De acordo com as disposições do capítulo 12 das diretrizes pandêmicas do Covid-19, 2020, decidimos usar a Jaypee Sports City [Cidade Esportiva de Jaypee em tradução livre], junto com a Yamuna Express, como abrigo para fornecer acomodações médicas, alimentares e residenciais para aqueles que são do distrito de Gautam Budh Nagar ou estão presos em nosso distrito sem uma casa”, explicou Singh.
 
Após a decisão, os responsáveis da YEIDA correram para realizar todos os arranjos para o abrigo. “Água e eletricidade estão disponíveis. Outras coisas já foram encomendadas. Os arranjos serão feitos em estruturas improvisadas”, explicou Navneet Goel, representante da empresa. 
 
O circuito de Buddh deixou o calendário da F1 após a temporada de 2013. O Jaypee Group, incapaz de pagar as taxas para realizar o GP da Índia, acabou sendo retirado do circuito mundial mesmo com mais dois anos de contrato com Bernie Ecclestone. 

Até o momento, a Índia conta com 1.071 casos confirmados de coronavírus e 29 mortes. 100 pessoas infectadas pela Covid-19 se recuperaram da doença no país.
 
COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 

☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações se estiver doente.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.


 
Paddockast #54
NO ANO DA DANÇA DAS CADEIRAS, QUEM DEVE FICAR SEM CONTRATO?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube