Ao lado de Buemi, Red Bull promove Félix da Costa para função de reserva na temporada 2014 da F1

O português poderá participar dos treinos do meio da temporada com a escuderia austríaca depois de perder a vaga de titular da Toro Rosso para Daniil Kvyat. Sébastien Buemi segue na função pelo terceiro ano seguido

António Félix da Costa vai estar na F1 em 2014. Após perder a vaga da Toro Rosso para Daniil Kvyat, o português foi anunciado nesta sexta-feira (6) como piloto reserva e de testes – ao lado de Sébastien Buemi – da Red Bull para a próxima temporada. Essa, aliás, será a terceira temporada do suíço na função.

O chefe da escuderia austríaca, Christian Horner, explicou que o novo regulamento da F1 obriga as equipes a terem pilotos capazes de fazer o trabalho nos bastidores de desenvolvimento do carro. “É ótimo pode anunciar os acordos com Sébastien e António para 2014”, disse o britânico.

António Félix da Costa será reserva da Red Bull (Foto: Red Bull/Getty Images)

“Em Sébastien, nós temos grandes recursos, um piloto com extensa experiência na F1 e que será muito valioso. António, por outro lado, é um jovem talento com quem já temos uma boa relação de trabalho. Tenho certeza que sua contribuição será importante durante o que deve ser uma temporada intensamente ocupada”, declarou.

O dirigente, por fim, lembrou que o regulamento do próximo ano permitirá que os times participem de testes no meio da temporada, o que aumenta ainda mais a necessidade de contar com bons pilotos reservas.

“O ano que vem verá as maiores mudanças no regulamento da F1 há algum tempo e o retorno dos testes durante a temporada. Portanto, poder contar com a experiência de dois pilotos tão capazes é um grande benefício para a equipe”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube