Após interesse de Stroll, Aston Martin confirma negociações com “potenciais investidores”

Lawrence Stroll, pai de Lance Stroll e responsável pelo consórcio que comprou a Racing Point em 2018, tem interesse em comprar as ações da Aston Martin e virar acionista majoritário, revelou o site ‘RaceFans’ em conjunto com a revista ‘Autocar’. Sem mencionar nomes, a montadora confirmou que negocia com novos investidores depois de registrar queda no valor das suas ações

Na esteira do interesse de Lawrence Stroll em virar acionista majoritário da Aston Martin, em notícia publicada pelo site britânico ‘RaceFans’ e pela revista ‘Autocar’, a tradicional marca de carros de luxo se manifestou. Embora não tenha citado o nome do empresário canadense, pai de Lawrence Stroll e conhecido por uma gestão bem-sucedida em marcas vinculadas ao mundo da moda, a Aston Martin confirmou que negocia com “potenciais investidores” em busca de “relacionamentos a longo prazo”.

 
Na última sexta-feira (13), a marca britânica se pronunciou em comunicado e disse que “observa as recentes especulações veiculadas pela imprensa”.
 
“A empresa confirma que está revendo os requisitos de financiamento e as várias opções de financiamento. E também está envolvida em discussões numa fase inicial com potenciais investidores na relação para a construção de relacionamentos a longo prazo que podem ou não envolver um investimento em ações”, explicou a companhia.
Lance com Lawrence Stroll (Foto: Reprodução)
“Um novo anúncio vai ser emitido como e quando for apropriado”, finalizou a Aston Martin.
 
Dono de um patrimônio estimado em cerca de R$ 11 bilhões, Lawrence planeja tirar proveito de uma queda brusca das ações da Aston Martin, que passaram a ser negociadas na bolsa de Londres no ano passado. Com perdas registradas no valor de R$ 443,2 milhões nos seis primeiros meses de 2019, segundo o ‘RaceFans’, o lote de ações despencou de R$ 105 para somente R$ 27,7.
Paddockast #46
OS 10 MELHORES PILOTOS DA DÉCADA

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

 

A ideia de Stroll é fazer com que o novo carro, já rebatizado como Aston Martin, tenha como cor predominante o chamado ‘british green’, o verde tradicional que caracteriza os carros da tradicional marca britânica. Tudo isso na esteira de um processo de ampliação da fábrica da equipe em Silverstone, capitaneado por Stroll e os altos investimentos feitos pelo empresário. 
 
Desde 2017, os carros da equipe, antes Force India e agora Racing Point, têm a cor rosa como cor predominante por conta do patrocínio da empresa austríaca de tratamento hídrico BWT.
 
Atualmente, a Aston Martin faz parte do grid da F1 como patrocinadora principal da Red Bull, estampando as tradicionais asas no aerofólio traseiro dos carros projetados por Adrian Newey. O projetista também faz parte do projeto do hipercarro Valkyrie, com o qual a Aston Martin vai disputar a nova principal categoria do Mundial de Endurance a partir de setembro de 2021. A marca participa do WEC atualmente nas categorias LMGTE-Pro e LMGTE-Am.
 
Há pouco mais de três anos, a Aston Martin chegou a negociar justamente com a Force India, a antecessora da Racing Point, para uma eventual aliança que não chegou a se concretizar. A marca desistiu do acordo e partiu para os braços da Red Bull, onde está até hoje como principal patrocinadora da terceira força do Mundial de F1.

Carregando…

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar