Após primeiro pódio da carreira na F1, Stroll diz que críticas são mero ruído e lembra: “Tenho muito a melhorar”

Lance Stroll deixou claro que não quer nem saber do que falam a seu respeito na imprensa e que só importa mesmo a opinião da equipe e de pessoas próximas. Mas o canadense lembrou que, mesmo com o pódio conquistado no Azerbaijão, tudo ainda faz parte da curva de aprendizado e da difícil transição da F3 para a F1

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Lance Stroll ainda comemora a conquista surpreendente do seu primeiro pódio na F1. Terceiro lugar no GP do Azerbaijão do último domingo (25), o canadense de 18 anos fez história como o segundo piloto mais jovem da categoria ao alcançar o top-3. O feito veio depois de oito corridas, um começo de jornada muito difícil e marcado por muitas críticas — como do ídolo local Jacques Villeneuve. Mas Lance garante que não dá ouvidos para o que falam ao seu respeito. Pelo contrário. Por outro lado, o piloto da Williams tem os pés no chão e lembrou que ainda está em fase de aprendizado e que ainda há muito para melhorar.

 
Quando questionado se o resultado conquistado em Baku serve como uma resposta aos críticos, Stroll foi direto. “Não acho que isso prova nada. Não escutei tudo o que foi falado, é meramente um ruído”, declarou o piloto em entrevista veiculada pelo site ‘GPUpdate.net’.
 
“Estou feliz comigo mesmo, com minha equipe, amigos, família, todos os que estão perto de mim, é isso a única coisa que importa, o resto não importa”, destacou. Seu pai e maior apoiador da carreira, Lawrence Stroll, revelou pouco após a corrida que Lance fez um teste privado com um carro de 2014 da Williams no circuito de Austin poucos dias depois do GP do Canadá, onde terminou em nono lugar.
Feliz da vida com o primeiro pódio na F1, Stroll não está nem aí para as críticas (Foto: AFP)
Lance não se ilude com o resultado em Baku e sabe que ainda é só o começo. “Acho que é preciso tempo e seguir focado nas próximas semanas. Às vezes as pessoas não entendem que um salto da F3 para a F1 é muito grande e que leva tempo para entender o carro”, comentou.
 
“Melhorei meu estilo de pilotagem, estou me adaptando à F1 e preciso seguir trabalhando para que as coisas continuam melhorando”, afirmou Stroll, em tom humilde.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Ainda não terminei de melhorar, acho que posso melhorar muito. Simplesmente leva um pouco de tempo, mas às vezes as pessoas não se dão conta disso. Esse ano é muito diferente, e só preciso de experiência e testar algumas coisas diferentes para seguir melhorando, o que é um tanto complicado”, finalizou.

 
Com os 15 pontos somados no último domingo, agora Lance tem 17 no Mundial de Pilotos. O canadense subiu para 12º lugar na classificação do campeonato e está a apenas dois do companheiro de equipe, Felipe Massa. O resultado também ajudou a Williams a dar um salto e voltar ao quinto lugar no Mundial de Construtores.
POLÊMICA MOSTRA QUE VETTEL PISOU NA BOLA E HAMILTON FOI MALANDRO EM BAKU

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube