Bandidos assaltam fábrica da Red Bull na Inglaterra e levam mais de 60 troféus da equipe austríaca

A sede da Red Bull, na cidade inglesa de Milton Keynes, sofreu um assalto de grandes proporções na noite de sexta-feira (5). Cerca de seis homens mascarados estouraram o hall de entrada da fábrica e roubaram 64 troféus da equipe austríaca

A fábrica da Red Bull, na cidade de Milton Keynes, na Inglaterra, foi assaltada na noite desta sexta-feira (5), confirmou a polícia local. O hall de entrada da sede de uma das equipes mais vitoriosas da história da F1 foi devastado, em um roubo ousado. Os bandidos arrombaram a porta de acesso e roubaram cerca de 64 troféus da sala da esquadra austríaca. 

A polícia local revelou também que recebeu uma chamada à 1h30 (hora local) deste sábado, relatando que um grupo de seis homens usou um veículo para arrombar a porta da frente e de acesso à fábrica. Dois carros foram usados na ação desta madrugada, e a polícia acredita que os dois tenham placas estrangeiras.

"Dois carros foram usados no assalto. Uma caminhonete 4×4 prata foi usada para entrar no hall da fábrica, além de outro carro, um Mercedes escuro. Acreditamos que ambos os carros tenham placas estrangeiras. Ainda não há descrição dos criminosos, embora entenda-se que sejam todos homens. Todos usavam roupas escuras", afirmou a polícia em comunicado.

Entrada da sede da Red Bull foi totalmente destruída pelos bandidos (Foto: Reprodução/Twitter)

"Estamos obviamente devastados com esse crime, que viu pessoas entrando com um veículo através das nossas portas. Eles roubaram mais de 60 troféus que nos levamos anos para acumular em um trabalho duro", disse o chefe da equipe, Christian Horner.

"A quebra da entrada causou um dano significativo e foi também perturbador para os nossos funcionários que estavam de plantão no momento da ocorrência. Os bandidos levaram objetos que não pertenciam a eles, mas que representavam um esforço de um grupo de indivíduos dedicados, era o valor do nosso trabalho", completou o inglês, em nota neste sábado.

Sala de troféus da Red Bull em Milton Keynes
"Além da natureza agressiva da invasão, estamos perplexos por que alguém iria levar essas taças. O valor para a equipe é, naturalmente, extraordinário, dando o elevado trabalho e esforço que tivemos para adquirir todos esses troféus. Mas o valor é intrínseco é baixo. Eles seriam de pouco benefícios para aqueles de fora da equipe. Além disso, muitos dos troféus são réplicas apenas para exibição."

"Por causa da ação desses homens, agora teremos de deixar a fábrica menos acessível no futuro, o que é injusto com os fãs, que nos visitam anualmente. Gostaríamos também de apelar a qualquer pessoa que saiba alguma informação sobre o paradeiro dos nossos troféus que informe à polícia", encerrou.

A polícia informou ainda que nenhum funcionário que estava de plantão ficou ferido na ação dos bandidos.

A sede da Red Bull fica na cidade inglesa de Milton Keynes (Foto: Reprodução/BBC)

Nesta semana que passou, o tetracampeão Sebastian Vettel esteve na sede da Red Bull para se despedir da equipe. O alemão vai defender a Ferrari a partir do próximo ano e ele é um dos responsáveis por grande parte dos troféus conquistados pela marca das bebidas energéticas.

OUSADIA DE HAMILTON O TORNOU CAMPEÃO

Lewis Hamilton acertou quando decidiu cortar o vínculo de 13 anos com a McLaren. O desgaste no relacionamento com a singular equipe britânica não permitiria sua independência. Na Mercedes, Hamilton encontrou a liberdade que precisava para crescer. E se mostrou ousado e corajoso

Leia a análise completa sobre Lewis Hamilton no GRANDE PRÊMIO.

BANDIDOS ASSALTAM SEDE DA RED BULL 

A sede da Red Bull, que fica na cidade inglesa de Milton Keynes, sofreu um assalto de grandes proporções na noite de sexta-feira (5). Cerca de seis homens mascarados estouraram com um carro o hall de entrada da fábrica e roubaram 64 troféus da equipe austríaca. Ninguém se feriu no incidente.

Leia a reportagem completa sobre o assalto no GRANDE PRÊMIO.

#GALERIA(5162)
DIRETAS GP

A REVISTA WARM UP e o GRANDE PRÊMIO abriram nesta terça-feira (2) sua já tradicional votação de 'Melhores do ano'. Depois de votação interna dos jornalistas da equipe da AGÊNCIA WARM UP, cinco candidatos foram indicados em cada uma das 11 categorias, e os vencedores serão definidos pelos leitores em votação popular que fica aberta por uma semana, até o dia 8 de dezembro.

 
O recordista de indicações é Rubens Barrichello, campeão da Stock Car, que concorre nas categorias 'Melhor piloto que compete no Brasil', 'Melhor piloto de Turismo/Endurance/Rali' e 'Melhor piloto brasileiro'. A categoria principal, 'Melhor piloto de 2014', tem os seguintes candidatos: Daniel Ricciardo, Lewis Hamilton, Marc Márquez, Valentino Rossi e Will Power.

Vote já nos melhores da temporada 2014 aqui no GRANDE PRÊMIO.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube