Bom Dia, GP: GP da Austrália foi deprimente e patético com somente 15 carros no grid, avalia Flavio Gomes

O jornalista Flavio Gomes, diretor-geral do GRANDE PRÊMIO e da AGÊNCIA WARM UP, fez uma avaliação da primeira etapa da f1 em 2015 e o saldo não foi positivo no geral. Para Gomes, o GP da Austrália foi deprimente e patético. A ressalva ficou apenas para a atuação de estreia de Felipe Nasr

Na avaliação do jornalista Flavio Gomes, diretor-geral do GRANDE PRÊMIO e da AGÊNCIA WARM UP, o GP da Austrália, que abriu a temporada da F1 em 2015, foi deprimente e patético, devido ao grid magro. Somente 15 carros largaram em Melbourne e apenas 11 completaram a corrida no Albert Park. O saldo no geral, portanto, não é positivo. Mas há uma ressalva: Felipe Nasr. A atuação de estreia do piloto foi de se festejar e o quinto lugar foi um resultado muito bom, o melhor de um brasileiro na F1.

Comentários de Flavio Gomes após GP da Austrália:

determinarTipoPlayer(“15408399”, “2”, “0”);

NADA DE SORTE DE PRINCIPIANTE

O GP da Austrália viu uma Mercedes imbatível e um Lewis Hamilton ainda mais forte que aquele que se tornou bicampeão em 2014. Mesmo sendo a primeira etapa do ano, é impensável não imaginar que ambos devem novamente dominar com sobras. Nem mesmo Nico Rosberg pôde com o colega. E verdade seja dita: tudo isso já era mais ou menos esperado. Nada de realmente novo daí, portanto. Só que felizmente a corrida em Melbourne revelou outras histórias, para o bem e para mal. A mais importante delas foi a da estreia impressionante de Felipe Nasr

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar