Bom Dia, GP: temporada 2015 da F1 começa de foma previsível e preocupante, analisa Flavio Gomes

O jornalista Flavio Gomes, diretor-geral do GRANDE PRÊMIO e da AGÊNCIA WARM UP, fala sobre o preocupante domínio da Mercedes neste início de temporada na Austrália, e diz que a F1 precisa rever os seus conceitos para sair desse momento monótono

Os treinos classificatórios do GP da Austrália, o primeiro da temporada 2015, confirmaram o domínio da Mercedes. Para o jornalista Flavio Gomes, o cenário deste ano está traçado. Veremos mais uma vez Lewis Hamilton e Nico Rosberg na luta pelo título, exatamente como aconteceu em 2014, enquanto os demais pilotos "correm por migalhas", disse o diretor-geral do GRANDE PRÊMIO.
 
Gomes diz que a categoria vive um momento delicado, o que ele chama de "F1 da Depressão", e precisa rever alguns conceitos para resgatar a paixão do público.
 

determinarTipoPlayer(“15406574”, “2”, “0”);

A MESMA RECEITA

O ano virou, mas o domínio da Mercedes e de Lewis Hamilton continua o mesmo. O atual campeão mostrou força e venceu a primeira batalha interna da temporada 2015, ao conquistar com maestria e frieza a pole-position para o GP da Austrália. A Williams recuperou seu posto de melhor do resto com Felipe Massa. Com uma volta precisa nos instantes finais, o brasileiro virou 1min27s718 e garantiu o terceiro lugar. Já o outro Felipe, o Nasr, passou muito perto do Q3 e vai sair em 11º neste domingo, na estreia na F1.

RESPEITO VENDIDO

No momento em que o julgamento na Corte de Victoria iria começar no sábado em Melbourne, o advogado de Giedo van der Garde informou que havia chegado a um acordo com a Sauber e retirado a ação de execução de ordem contra a equipe. Assim, Felipe Nasr e Marcus Ericsson puderam finalmente ficar tranquilos e correr na Austrália. O holandês disse posteriomente que achou melhor respeitar os interesses de FIA, Sauber e dos dois outros pilotos. Sendo que teve um acerto financeiro da Sauber…

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube