Bottas aprova estilo dos carros de 2017 após teste em simulador: “Maior velocidade em curvas sempre é bom”

Os novos carros da F1, com aerodinâmica revista, prometem mais tração e aderência. Bom para Valtteri Bottas, que já aprovou o estilo dos bólidos após testes no simulador da Williams. O finlandês, aliás, está perto de um acordo com a Mercedes

Valtteri Bottas já pôde sentir os novos carros da F1. O novo regulamento técnico, trazendo pneus mais largos e permitindo mudanças radicais na aerodinâmica, promete bólidos capazes de carregar muito mais velocidade nas curvas. E foi justamente isso que o finlandês sentiu após um teste com o simulador da Williams. O novo estilo, aliás, já caiu no gosto do #77.
 
“É bem mais rápido nas curvas, gosto assim”, disse Bottas, falando ao ‘Motorsport.com’. “Maior velocidade em curvas sempre é bom. E também tem mais tração e aderência. Tem menos velocidade nas retas, mas isso não importa muito”, seguiu.
 
A mudança de 2017 vai justamente na direção oposta da obtida com o regulamento de 2014. Na ocasião, os carros ficaram mais rápidos nas retas, mas perderam muita velocidade nas curvas. As mudanças não chegam a afetar o estilo de pilotagem, mas alteram o desafio dos pilotos na pista.
Valtteri Bottas (Foto: Williams)
“Não acho que o estilo de pilotagem vai mudar muito. Óbvio que, tendo mais aderência, alguns traçados vão mudar. Algumas curvas vão ser de pé embaixo. Então é só a abordagem que vai mudar. Mas o maior desafio no momento é lidar com os trechos mais longos, tentando manter os pneus em boa condição. Quando você gasta os pneus, ter sensibilidade com o pé direito para evitar derrapagem é mais importante. Esse é o principal desafio”, continuou.
 
Apesar de ter utilizado o simulador da Williams, está difícil de acreditar que Bottas vai competir pela equipe britânica em 2017. A aposentadoria de Nico Rosberg abriu a porta para o finlandês na Mercedes. A transferência de Valtteri permite o retorno de Felipe Massa, que deve abrir mão da aposentadoria da F1 para guiar a Williams.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube