Bottas descarta temor com pressão e adaptação à Mercedes: “Tarefa ainda é guiar da melhor maneira que posso”

Escolhido como substituto de Nico Rosberg, Valtteri Bottas afirmou que não está preocupado com a pressão de guiar pela Mercedes. Finlandês também descartou temor com a adaptação, já que segue tendo a mesma tarefa de antes

 

Escolhido pela Mercedes para substituir Nico Rosberg, Valtteri Bottas garantiu que pode lidar com a pressão de guiar pelo time de Brackley. 

 
Falando à emissora finlandesa MTV, Bottas contou que não foi difícil tomar a decisão de deixar a Williams, já que, apesar de dominar a F1 desde a introdução dos motores V6 turbo, a Mercedes segue faminta por mais.
Valtteri Bottas afirmou que não teme a pressão de guiar pela Mercedes (Foto: Mercedes-Benz)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Os dois times querem vencer e ser bem sucedidos”, disse Bottas. “Mas o que realmente me convenceu é que a Mercedes ainda está faminta por sucesso”, contou. 
 
“Embora eles tenham vencido todos os campeonatos nos últimos três anos, ainda não é o suficiente”, frisou.
 
Com um ano de contrato, o piloto de 27 anos garante que não está preocupado com a pressão de ter de mostrar serviço enfrentando um piloto como Lewis Hamilton.
 
“Seria muito fácil pegar muita pressão e se estressar, mas eu percebi na F1 que se a pressão se acumula, isso só te prejudica”, contou. “Minhas metas são sempre altas — eu coloco o sarrafo realmente alto —, então acredito que se a pressão vem, é mais de mim do que dos outros”, explicou.
 
“Eu quero vencer corridas e campeonatos e, nesse sentido, o objetivo não muda. Tenho um apoio enorme do time e isso vai certamente me ajudar em todas as situações”, ponderou. 
 
Por fim, Bottas reconheceu que começa o ano tendo de se ajustar rapidamente a um novo ambiente, mas sublinhou: “Minha tarefa ainda é guiar o carro da melhor maneira que posso. Isso nunca vai mudar”.
ECCLESTONE FORA DA F1: DISCUSSÃO QUENTE NO PADDOCK GP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube