Bottas diz que batida de Räikkönen impediu pole: “Tive de tirar o pé”

Valtteri Bottas precisou desacelerar ao ver as bandeiras amarelas pela batida de Kimi Räikkönen na Parabolica. O piloto da Mercedes sente que teria feito a volta da pole-position, desbancando Charles Leclerc, não fosse o contratempo

Valtteri Bottas sente que não levou a pole-position do GP da Itália por azar. O piloto da Mercedes precisou desacelerar por conta do acidente de Kimi Räikkönen no treino classificatório deste sábado (7), que forçou o acionamento de bandeiras amarelas no último setor. Não fosse isso, Valtteri sente que tinha tudo para largar do primeiro lugar.
 
“Eu fui um pouco azarado lá com a bandeira amarela na minha volta, porque eu tive de tirar o pé e perdi a pole por causa disso”, disse Bottas.
Valtteri Bottas larga em terceiro em Monza (Foto: AFP)

Depois da primeira tentativa frustrada, Bottas ainda teria uma segunda – na teoria. O finlandês acabou se envolvendo no bolo de pilotos que perdeu tempo demais na volta de saída dos boxes, o que significou não conseguir cruzar a reta principal a tempo de abrir uma volta rápida.

 
“A última volta foi uma bagunça para todo mundo, mas ainda estamos na frente e é isso que conta. Sempre é divertido aqui e eu certamente vou aproveitar amanhã”, seguiu.
 
A pole fica com Charles Leclerc e Lewis Hamilton, que precisaram se contentar com os tempos da primeira tentativa. Bottas, em terceiro, fez bom trabalho para a Mercedes ao deixar Sebastian Vettel em quarto. Entretanto, o panorama pode mudar: a situação inusitada do Q3 está sob investigação dos comissários.

 

Paddockast #32
AS PISTAS MAIS PERIGOSAS DO MUNDO

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube