Bottas lamenta volta sem vácuo em tentativa final no Q3 em Monza: “Estava sozinho”

Valtteri Bottas ficou a menos de um décimo da pole marcada por Lewis Hamilton para o GP da Itália. Confiante, o finlandês afirmou que tem um ritmo de corrida melhor que do companheiro de equipe em Monza

Valtteri Bottas mostrou bom desempenho em todos os treinos em Monza. Na classificação, não foi diferente. O finlandês se esforçou, mas não conseguiu impedir mais uma pole de Lewis Hamilton na temporada 2020 da Fórmula 1.

Apenas 0s069 separaram a dupla da Mercedes na primeira fila do GP da Itália. A proximidade entre os dois carros surpreendeu até mesmo Bottas. O piloto, no entanto, lamentou a falta de ajuda com o vácuo na última tentativa.

“Foi mais próximo do que eu esperava. Não estou tão certo sobre o vácuo. Não tive, mas no fim do Q2 consegui e senti uma espécie de benefício. Na volta final [do Q3], estava sozinho de novo. Foi uma boa posição, mas obviamente não ganhamos muito [sem o vácuo] nas retas”, disse o piloto do carro #77.

Bottas tentou, mas ficou a 0s069 de Hamilton e sem a pole na Itália (Foto: AFP)

“Meu ritmo de corrida é melhor comparado ao do Lewis [Hamilton]. Há muito a ser feito ainda”, completou o finlandês.

Bottas busca sua segunda vitória na temporada 2020. Após conquistar o GP da Áustria, primeira prova do calendário, o piloto da Mercedes não retornou ao lugar mais alto do pódio e caiu para o terceiro lugar no campeonato.

A Fórmula 1 larga para a disputa do GP da Itália, oitava etapa da temporada 2020, às 10h10 (de Brasília) deste domingo. Antes, a partir de 9h, o GRANDE PRÊMIO faz a transmissão AO VIVO do BRIEFING pré-corrida, que analisa a classificação e as últimas informações vindas de Monza. Tudo na GP TV, o canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube