Bottas reclama do equilíbrio do carro na pista seca da Hungria: “Foi um começo ruim”

Valtteri Bottas, atual líder do campeonato, não gostou do comportamento da Mercedes no primeiro treino livre. E a chuva na tarde húngara o atrapalhou no acerto do carro

Valtteri Bottas manteve a consistência no primeiro dia de treinos livres para o GP da Hungria de Fórmula 1. O piloto da Mercedes ficou em segundo nas duas sessões, atrás de Lewis Hamilton e Sebastian Vettel, respectivamente. O dia, porém, foi de altos e baixos.

O finlandês ressaltou que o W11 mostrou diferentes comportamentos com a pista seca, no TL1, e com a pista molhada, como foi no segundo treino.

“O carro não estava ruim no seco no primeiro treino livre. Parece que tínhamos um carro com bom balanço, mas sofremos um pouco com saídas de frente que não consegui arrumar e acho que isso é um começo ruim”, afirmou Bottas após os treinos livres.

F1; FÓRMULA 1; VALTTERI BOTTAS; MERCEDES; GP DA HUNGRIA; TREINO LIVRE 1;
Valtteri Bottas no primeiro treino livre do GP da Hungria (Foto: Mercedes)

“Certamente, teria sido legal dar algumas voltas a mais durante a tarde e afinar o balanço do carro. A aderência estava muito baixa na pista molhada. Eu tenho que encontrar um jeito de lidar com o equilíbrio nestas condições, então testei com pneus intermediários e de chuva forte. Ambos pareceram iguais”, completou o atual líder do campeonato.

O terceiro treino livre em Hungaroring acontece neste sábado (18), a partir das 7h (de Brasília, GMT -3). O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP da Hungria de Fórmula 1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube