Briatore cita contrato com McLaren e coloca ponto final em rumores: “Alonso não estará na Mercedes em 2017”

Agente de Fernando Alonso, Flavio Briatore foi taxativo ao assegurar que o asturiano não será o substituto de Nico Rosberg na Mercedes em 2017. Empresário garantiu que o piloto vai cumprir o contrato que tem com a McLaren

 

Flavio Briatore colocou um ponto final nos rumores e garantiu que Fernando Alonso não vai assumir a vaga de Nico Rosberg na Mercedes na temporada 2017 da F1. O agente lembrou que o asturiano tem um contrato com a McLaren para o próximo ano.

 
Desde que Rosberg anunciou sua surpreendente aposentadoria, Alonso passou a liderar as pesquisas como favorito dos fãs à sucessão do germânico na Mercedes, mas a McLaren sempre insistiu que tinha um contrato válido e teria Fernando como titular em 2017.
Briatore garantiu que Alonso não vai substituir Rosberg na Mercedes (Foto: Getty Images)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Falando ao jornal italiano ‘La Gazzetta dello Sport’, Briatore foi claro: “Fernando Alonso não estará na Mercedes em 2017”.
 
“Concordo, as pessoas sempre pensam em Fernando quando um carro top está vago. Mas nós temos um contrato e vamos respeitar isso”, assegurou.
 
Ainda, Briatore aproveitou para esclarecer a saída de Alonso da Ferrari no fim de 2014, já que rumores indicavam que o contrato do piloto era válido até a temporada 2015.
 
“A situação na época era tal que tínhamos um acordo com o presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, de que se Fernando não conquistasse o título de 2014, ele estaria livre. E Luca manteve sua palavra”, explicou. “Marco Mattiacci [chefe da Ferrari na época] nos ofereceu um novo contrato de três anos, mas nós recusamos”, contou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube