Button comemora classificação à frente das Williams e acredita em McLaren competitiva para corrida 300 da carreira

Jenson Button sabe que não podia ter pedido muita coisa mais que o nono lugar, inclusive batendo as Williams, para posição de largada de sua corrida 300 da carreira na F1. O campeão mundial terminou o dia contente na Malásia

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Por três centenas de vezes, Jenson Button sentou num cockpit no sábado antes de correr no domingo. Neste sábado (1) de treino de classificação para o GP da Malásia, o 300º da carreira, Button foi bem, colocou a McLaren à frente das duas Williams e vai largar na nona posição em Sepang. Dificilmente, pensando de forma realista, podia ser melhor.

 
E a projeção do campeão mundial de 2009 sobre a prova do domingo também é otimista: de que em ritmo de corrida a McLaren consegue brigar com Williams e Force India. Pudera, a McLaren vem andando bem desde o TL1 e tinha chances reais de estar no Q3 com os dois carros, não fosse a punição a Fernando Alonso.
Jenson Button (Foto: McLaren)
"Estou muito feliz e realmente gostei da classificação. P9 não é ruim considerando no ritmo da Force India. Estou muito feliz com isso e em estar na frente das duas Williams. Acredito que estamos numa posição razoável para amanhã, e devemos ser capazes de enfrentar os carros a nossa volta, não tem motivo para não ser assim", projetou Jenson.
 
"Melhoramos o carro muito desde ontem, e essa tarde foi a primeira vez que eu realmente me senti confortável com o carro. Tem sido interessante o que fazer com o equilíbrio do carro conforme a temperatura cai", seguiu.
 
Por fim, perguntado se está pronto para mais 300 GPs, Jenson brincou. "Não, mas 300 voltas eu posso fazer". A largada do GP da Malásia é às 4h (de Brasília) do domingo. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e EM TEMPO REAL.
 
PADDOCK GP #48 RECEBE DENNIS DIRANI E DISCUTE MOTOGP, STOCK CAR E F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube