Sainz põe Leclerc como “um dos grandes” e diz que manter boa relação é “lógica pura”

Carlos Sainz encheu o companheiro Charles Leclerc de elogios e afirmou que ser próximo do companheiro é o melhor para equipe

SAINZ EM ALTA, LECLERC COM PRESTÍGIO: QUEM VAI COMANDAR A FERRARI NA F1 2022?

O primeiro ano de Carlos Sainz como piloto da Ferrari terminou como uma grande vitória. É difícil argumentar contra o sentimento geral de que o espanhol terminou 2021 maior que começou. O que não impede Sainz de cultivar a relação com o companheiro de equipe. Pelo contrário, encheu Leclerc de elogios.

Sainz recebeu a pergunta do que Leclerc tem. Detalhadamente explicada, a pergunta serviria para questionar o que é que o monegasco tem de tão especial, mas Carlos preferiu responder a versão bruta com uma resposta bastante elogiosa.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Tudo! O que ele não tem?”, questionou. Ao que a reportagem perguntou se a telemetria de Charles mostrou o que esperava. “É um dos grandes, sem dúvida alguma. Especialista em muitas coisas e é muito mais trabalhador do que a gente pensa. Todos trabalhamos muito, muito mesmo”, disse em entrevista ao jornal espanhol AS.

“[Leclerc] é o pacote completo de velocidade, trabalho e consistência. Duvido que achemos gente muito mais rápida que ele na Fórmula 1”, seguiu.

FERRARI; CHARLES LECLERC; CARLOS SAINZ; F1; GP DO CATAR;
Charles Leclerc e Carlos Sainz têm boa relação na Ferrari (Foto: Scuderia Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Mesmo assim, Sainz terminou o ano com mais pontos com o companheiro. Como foi possível? Controlando o que era possível controlar: a própria vida.

“Não sei o que fiz ou deixei de fazer. O que sei é que me concentrei apenas em mim mesmo, entendi o carro, fui me adaptando ao meu gosto. Sei que, quando tenho um carro bom para meu gosto e consigo me adaptar à maneira que se tem de conduzir, sou muito rápido”, afirmou.

No que diz respeito à relação entre os dois, Sainz foi claro: manter tudo em bom espírito é o melhor a se fazer por si próprio e pela equipe.

“Minha filosofia é essa: ter um ambiente cômodo dentro da equipe e não ter que ficar preocupado com isso. A F1 já tem pressão e competitividade suficiente, maus momentos, para ainda ter que colocar esse peso maior dentro da sua própria equipe”, explicou.

“O ambiente tem de ser positivo, porque eu também quero que a equipe melhore e será assim quando os dois pilotos se dão bem e seguem a mesma direção. Ter boa relação com o companheiro de equipe é interesse próprio. É lógica pura”, finalizou.

Sainz terminou o primeiro ano de Ferrari com 5,5 pontos a mais que Leclerc no campeonato.

O ANO #1 DE PÉREZ NA RED BULL: RENOVAÇÃO PARA 2022 FOI JUSTA?
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar