Sainz diz que “é questão de tempo” até igualar ritmo de classificação de Leclerc

Após somente duas etapas pela Ferrari, Carlos Sainz se vê perto de ter mesmo ritmo de voltas lançadas que o companheiro de equipe "especialista"

Volta em Mônaco com Hesketh 308 guiada por Jean-Denis Delétraz (Vídeo: Reprodução)

Carlos Sainz acabou de chegar na Ferrari. Marcou 14 pontos nas duas primeiras corridas no campeonato, apenas quatro a menos que o companheiro Charles Leclerc. Muito da diferença, porém, nasceu nas posições de largada: Leclerc partiu quatro posições à frente no Bahrein e sete em Ímola. Mas o espanhol crê que só precisa de algum tempo para se igualar ao monegasco em ritmo de classificação.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

De acordo com Sainz, Leclerc é um especialista em classificação. Nada que assuste, porém: o ferrarista coloca a diferença mais na conta da compreensão do carro que qualquer outra coisa.

“Sei que ele é um especialista na classificação, sobretudo na Ferrari, onde ele se sente muito confortável e sabe exatamente o que esperar do carro no Q2 e no Q3 com alta aderência. É um especialista mesmo. Ao mesmo tempo, nas duas primeiras corridas, vi que não sou mais lento que ele em nenhuma das curvas. Sei que se eu acertar as voltas perfeitamente, também posso ficar lá em cima”, afirmou ao site alemão ‘Motorsport-Total.com’.

“Agora é o momento de focar em concentrar nessas voltas perfeitas, avaliar o que ele está fazendo e saber o que eu posso fazer para melhorar. Talvez eu só precise de um pouco mais de experiência. Veremos, mas estou encorajado a olhar as informações e creio que seja mais uma questão de tempo para mim”, seguiu.

CHARLES LECLERC; CARLOS SAINZ; ÍMOLA; GP DA EMÍLIA-ROMANHA;
Charles Leclerc e Carlos Sainz no GP da Emília-Romanha (Foto: Scuderia Ferrari)

Em Ímola, o quinto lugar veio mesmo após largar em 11º lugar que, obviamente, não agradou.

“Eu fiquei surpreso algumas vezes nas chicanes, porque acertei uma zebra num ângulo diferente e acabei fora da posição certa. São retas muito longas depois das zebras, então isso me tirou 0s1 ou 0s2. Basicamente, é disso que estou falando: conhecer o carro e saber como vai reagir a cada ângulo, ser muito preciso no ângulo do carro para atacar a curva e saber que na reta eu não vou perder o 0s1 que acabei de ganhar. Sei bem o que é tirar tempo e o como fazer”, finalizou.

A Fórmula 1 segue neste fim de semana com o GP de Portugal, em Portimão. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar