Chefe da Haas critica FIA e diz que punição a Grosjean desafia telemetria: “Quando for para parar, deem bandeira vermelha”

Guenther Steiner e Romain Grosjean estão bastante descontentes com os comissários da FIA após a punição dada a Romain Grosjean depois do treino classificatório na China. Segundo ambos, a telemetria mostra uma tirada de pé clara de Grosjean após as bandeiras amarelas que alertavam sobre o acidente envolvendo Antonio Giovinazzi

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

A Haas não engoliu ainda a punição dada a Romain Grosjean após o treino classificatório deste sábado (8), que definiu o grid de largada para o GP da China. O francês, assim como Jolyon Palmer, foi penalizado por ignorar a bandeira amarela acionada depois da batida de Antonio Giovinazzi no final do Q1. Segundo o chefe da equipe, Guenther Steiner, assim como o próprio Grosjean, houve, sim, uma preocupação em tirar o pé de forma que normalmente não aconteceria.

 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
Steiner afirmou, em entrevista ao site norte-americano 'Motorsport.com', que os comissários precisam parar o treino com bandeira vermelha numa situação em que desejam ver a pista parada. Isso porque o chefe da equipe norte-americana jura de pés juntos que qualquer um que der uma olhada na telemetria irá notar como Grosjean diminuiu a velocidade.

 
"Se eles quiserem que todo mundo pare, precisam acionar a bandeira vermelha. Às vezes precisam se conscientizar de que nós estamos realmente tentando correr", criticou. "Romain se afastou [da tentativa de volta rápida]. Era uma amarela dupla, e ele estava, em minha opinião, no controle da situação", disse.
A telemetria da volta polêmica, segundo Romain Grosjean (Foto: Reprodução/Twitter)
"Quem analisar a telemetria vai ver que ele tirou o pé, não viu nada, acelerou, viu a batida e diminuiu a velocidade de novo. Algumas vezes eu não entendo, mas, de qualquer jeito, não sou comissário. Romain estava no lugar errado, na hora errada – pagamos um preço por isso. Não fosse isso ele podia entrar no Q3, havia uma chance", comentou.
 
Logo após a punição, Grosjean foi ao Twitter ironizar a FIA. Mostrou um papel com parte da telemetria da volta em questão e afirmou que indica algo completamente diferente do que os comissários liderados por Charlie Whiting apontaram.
 
"Aparentemente eu não fiz qualquer esforço para diminuir e não abandonei a volta…A telemetria mostra um ponto de vista totalmente diferente", ironizou.
 
Antes da punição, havia afirmado que não tentou cravar uma volta rápida apesar da bandeira amarela. A justificativa de Grosjean é que os problemas que teve na primeira tentativa de volta acabaram influenciando. O francês afirmou que o giro anterior havia sido tão ruim que era claro que aquela volta da bandeira amarela seria melhor, mesmo tirando o pé.
 
"Eu me afastei na curva, contornei lentamente. Não entrei no pit porque os engenheiros me disseram que era uma bandeira amarela comum, então podia ser só uma rodada, eu não sabia que era batida. Perdi 1s e totalmente me afastei antes da curva e depois da curva", afirmou.
 
"A primeira volta foi 17s fora do que eu precisava, então claro que estava indo mais rápido dessa vez. A primeira vez eu saí de lado, um pouco na grama, rodando o carro um pouco", falou.

Com a punição de cinco posições, Grosjean perde os poucos postos que poderia. Em vez de sair do 17º lugar, sai do 19º [porque Palmer foi o 18º e, também punido, parte em 20º]. Desta feita, Max Verstappen e Esteban Ocon assumem as colocações da nona fila.

O GRANDE PRÊMIO transmite todas as atividades do GP da China de F1 neste fim de semana. Acompanhe tudo AO VIVO e em TEMPO REAL, com o novo livetiming.

PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube