Chefe da McLaren diz que quarto lugar é máximo possível antes de 2021

A McLaren quer evoluir mais em 2020, mas consciente de que não será possível brigar pelo top-3 tão cedo. A equipe conta com as mudanças profundas de 2021 para sonhar com algo além do quarto lugar

A McLaren teve um salto de performance na Fórmula 1 em 2019, terminando o Mundial de Construtores em quarto, melhor resultado desde 2012. Foi uma temporada que trouxe empolgação e otimismo a respeito de voos mais altos em 2020, mas o chefe Andreas Seidl faz questão de segurar a onda. Por mais que a equipe de Woking siga evoluindo, o dirigente descarta que seja possível terminar no top-3 já esse ano.
 
O dirigente usa como argumento a discrepância de rendimento entre as gigantes da atualidade – Mercedes, Ferrari e Red Bull – e o chamado pelotão intermediário. As diferenças financeiras, que não serão corrigidas antes do teto orçamentário de 2021, também pesam.
 
"Eu estou esperando mais uma luta dura pelo quarto lugar", disse Seidl, falando ao 'Auto Motor und Sport'. "Esse é o máximo que podemos alcançar atualmente, dados os orçamentos atuais, e ainda temos alguns pontos fracos na equipe que precisamos resolver. Então precisamos mostrar que estamos evoluindo nestas áreas. É exatamente por isso que é importante ter uma boa temporada 2020", destacou.
A McLaren segura as expectativas quando o assunto é 2020 (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

O objetivo de dar novos passos adianta em 2021 implica em um desafio diferente em 2020. Será importante trabalhar em dois fronts, desenvolvendo dois carros diferentes paralelamente.

 
"Fica claro para mim que esse ano será questão de achar um equilíbrio. Isso em termos de quando vamos mudar nosso foco para 2021. É lógico que isso vai precisar acontecer mais cedo do que de costume", encerrou.
 
A McLaren vai para 2021 ainda com Carlos Sainz Jr. e Lando Norris como pilotos. A dupla causou impressão positiva, com o espanhol inclusive conseguindo o primeiro pódio dos britânicos em sete anos.

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube