Chefe da Mercedes crê em sintonia com nova dupla de pilotos e garante: “Bottas está qualificado para substituir Rosberg”

Toto Wolff acredita que a nova dupla de pilotos, formada a partir deste ano por Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, vai funcionar bem, apesar das personalidades distintas entre eles. Quanto ao finlandês, o chefe da Mercedes entende que acertou ao trazê-lo para a equipe e considerou o novo piloto qualificado o bastante para ocupar o posto deixado por Nico Rosberg no ano passado

 

Toto Wolff, chefe da Mercedes, está bastante satisfeito com os primeiros dias de trabalho do seu novo piloto, Valtteri Bottas. O finlandês, que foi contratado para ocupar a vaga deixada por Nico Rosberg, que se aposentou de forma surpreendente apenas cinco dias depois de conquistar o título mundial de F1 no ano passado, começou sua jornada na Mercedes, onde terá o desafio de formar dupla com Lewis Hamilton. Mas Wolff acredita que o entrosamento entre os competidores será o melhor possível, deixando claro que Bottas tem total capacidade para substituir Rosberg à altura do último campeão.

 
“Acho que o equilíbrio entre Valtteri e Lewis funciona. Eles têm personalidades distintas e, para nós, era importante ter alguém para calçar as sapatilhas de Nico”, salientou Wolff durante vídeo divulgado pela Mercedes nesta terça-feira (8).
 
“Nico tinha um papel concreto na equipe e Valtteri está muito qualificado para isso. Entendemos que a interação e a dinâmica entre os dois pilotos vai funcionar bem, eles se respeitam um ao outro e o que vimos até agora de Valtteri é realmente bom”, acrescentou o chefão da Mercedes.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Toto Wolff deixou claro que confia muito no potencial de Valtteri Bottas para substituir Nico Rosberg (Foto: Mercedes-Benz)
Apesar de o período de fim de ano ser tradicionalmente de calmaria nos bastidores e de muito trabalho na fábrica na concepção do novo carro, Wolff não teve muito sossego. Afinal, teve de gerenciar a contratação do novo piloto e também precisou lidar com a saída de um elemento-chave da Mercedes: Paddy Lowe, que nos últimos anos desempenhou a função de diretor-técnico.
 
“Bem, há decisões que tem de ser tomadas e muitas avaliações a serem feitas. A questão do piloto foi difícil, a saída de Paddy é outra questão, e para tornar a equipe mais forte no futuro é preciso avaliar cuidadosamente os passos que você vai dar. É por isso que cada dia é importante”, salientou.
 
Além das mudanças internas na Mercedes, Wolff ainda encarou a mudança na cúpula da F1. Pela primeira vez em quase 40 anos, Bernie Ecclestone não vai ocupar o posto de chefão da categoria máxima do esporte. Agora, com a chegada do Liberty Media como novo dono do certame, a função será desempenhada por Chase Carey, com Sean Bratches sendo diretor comercial e Ross Brawn, ex-chefe da Mercedes, como diretor esportivo.
 
Wolff acredita que o Liberty Media trará novos tempos para a F1. “Somos parte de uma plataforma que tem muitas partes boas: temos grandes corridas; promotores que fazem um grande trabalho; a televisão que alcança grandes cotas no fim da temporada… Mas há coisas que podemos melhorar, como por exemplo na área digital, que é muito difícil, mas Chase e sua equipe são experts nisso, e acho que eles vão aprender rápido, e vamos desenvolver a F1 juntos.”
 
Por fim, o chefe da Mercedes falou sobre o que espera do seu novo pupilo. Recentemente, a escuderia contratou o jovem britânico George Russell, terceiro colocado na F3 Europeia no ano passado, para o programa de desenvolvimento de pilotos, do qual já fazem parte nomes como Esteban Ocon e Pascal Wehrlein, que já estão na F1. 
 
“George esteve em minha oficina há alguns anos, me mandou um e-mail e falamos durante uns dez minutos. Foi justamente quando ele deu o salto dos karts para os monopostos e era um jovem com muita confiança e com boas atuações no kart. E depois, obviamente, teve muito sucesso em seu primeiro ano nos monopostos na F4 e venceu o campeonato britânico”, recordou Wolff.
 
“Ele me pediu um conselho para a F3 e conversamos, e ele fez muito bem. Estava em uma equipe que está se desenvolvendo, de modo que seguramente não poderia lutar pelo título no seu primeiro ano. Mas ele fez um bom trabalho, terminou em terceiro. E agora, que está conosco, vai correr a GP3 com a ART, e vamos ver como vai ser”, finalizou o dirigente austríaco.
 
PADDOCK GP #64 RECEBE FELIPE GIAFFONE E DEBATE CRISE NA F-TRUCK

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube