Chefe da Mercedes garante Hamilton em 2021 e nega disputa entre Bottas e Russell para 2022

Chefão da Mercedes, Toto Wolff descartou a possibilidade de promover uma luta entre Valtteri Bottas e George Russell por um lugar na equipe a partir de 2022. Por outro lado, acabou por assegurar que a equipe terá a atual dupla na próxima temporada

A escolha da Mercedes por George Russell como substituto de Lewis Hamilton no GP de Sakhir acabou por abrir uma dúvida sobre se a equipe da estrela já cogita promover uma espécie de vestibular entre o jovem inglês e Valtteri Bottas por um lugar em 2022. A questão foi feita a Toto Wolff, nesta sexta-feira (4), no Bahrein, onde a Fórmula 1 está para a penúltima etapa da temporada. O austríaco negou qualquer chance de disputa entre os dois pilotos e ainda assegurou que Hamilton vai seguir com o time na próxima temporada. O heptacampeão ainda não assinou novo contrato, porém.  

Piloto do programa de desenvolvimento da Mercedes, Russell vem defendendo a Williams desde o ano passado. O posto na escuderia de Grove foi impulsionado também pela parceria técnica com a esquadra alemã, que fornece motores aos britânicos. Até por isso a escuderia chefiada por Wolff não enfrentou resistência da Williams, que cedeu George. O inglês foi chamado para o lugar de Lewis, depois que o maior vencedor da história testou positivo para a Covid-19.

George Russell vai substituir Lewis Hamilton no GP de Sakhir (Foto: Mercedes)

E Russell tratou de impressionar. O britânico liderou os dois treinos livres em Sakhir e não cometeu erros. Bottas enfrentou problemas e ficou longe das primeiras colocações na segunda sessão. O finlandês já tem acordo assinado, mas só para a próxima temporada.

Wolff foi perguntado se o fim de semana funcionaria como um grande teste e uma disputa entre os dois para 2022 e a resposta foi: “De jeito nenhum.”

“Eu ouvi esse boato. Certamente, não é possível chamar isso de desempate quando se trata de uma ou duas corridas. Não há nenhum dado significativo nisso”, afirmou o austríaco. “Se George se sair bem, é uma indicação de que um dia vai estar em um bom carro e, com sorte, vai conseguir disputar vitórias e campeonatos. Mas isso está longe. Ele sabe. Sabe que precisa entregar um trabalho sólido e não cometer erros”, completou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Não há desempate. Temos total confiança em Valtteri e lealdade. Essa é a nossa posição, como sempre”, acrescentou.

E foi aí que o dirigente chegou a Hamilton. “Sabemos que vamos competir no ano que vem com Lewis e Valtteri. Onde estaremos em 2022 vai depender de como será a nossa temporada e não do desempenho de George aqui ou na final em Abu Dhabi.”

A Fórmula 1 volta a acelerar neste sábado em Sakhir. O treino livre 3 está marcado para 11h (de Brasília), enquanto o treino que vai definir o grid de largada da penúltima etapa da temporada 2020 está marcado para 14h, também hora de Brasília).

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube