Chefe da Mercedes indica tática de uma parada na França para “trazer essa para casa”

Toto Wolff já sabe o caminho das pedras para levar a Mercedes à oitava vitória em oito corridas na temporada 2019. Tudo passa pelo melhor gerenciamento do consumo dos pneus e sem perder muito tempo nos boxes. Assim, a estratégia de apenas uma parada é vista como a ideal

Assim como aconteceu no ano passado, a tendência é que o GP da França deste domingo (23) tenha como predominante a estratégia de apenas um pit-stop por piloto. Para Toto Wolff, chefe da Mercedes que comemorou mais uma pole-position com direito a primeira fila em Paul Ricard, o principal ponto da corrida é o gerenciamento dos pneus.
 
Nesta tarde de sábado, Lewis Hamilton e cravou a 86ª pole-position da carreira ao registrar 1min28s319, 0s286 à frente de Valtteri Bottas, que vai completar a primeira fila prateada em Paul Ricard.

Toto Wolff ressaltou a importância do gerenciamento dos pneus em Paul Ricard (Foto: Mercedes)

Em entrevista coletiva pouco depois da prova, Wolff alertou para a performance dos pneus. Tanto Hamilton quanto Bottas vão largar com os compostos médios, que foram utilizados para registrar as voltas mais rápidas no Q2.

 
“Tem sido um bom fim de semana para nós. O desafio para amanhã é levar os pneus até o fim e levar a corrida até o fim”, explicou.
 
“Acho que você tem uma estratégia de uma parada aqui porque você perde mais de 23s no pit-lane. A pista se adequa bem ao carro, mas nós sabemos o que acontece nas corridas e vamos fazer nosso melhor para trazer essa para casa”, complementou o dirigente austríaco.
 
A largada do GP da França de F1, oitava etapa da temporada 2019, está marcada para 10h10, horário de Brasília. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.
 

Paddockast #22
O que torna uma corrida de qualquer categoria legal? E chata?

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube