Chefe da Renault cita evolução contínua, mas diz que meta é igualar performance do melhor motor da F1 em 2018

Chefe de motores da Renault, Rémi Taffin afirmou que a fábrica francesa tem como meta igualar o nível de performance do melhor motor da F1 na temporada 2018. Dirigente prometeu boa evolução para o próximo ano, mas lembrou que regulamento impede grandes saltos

 

Chefe do departamento de motores da Renault, Rémi Taffin afirmou que a meta da fábrica francesa é estar em condições de brigar em condições de igualdade com o melhor motor da F1 na temporada 2018.

 
Depois de muitas dificuldades no início da era dos motores V6 turbo, a Renault conseguiu evoluir ao longo de 2016, com Daniel Ricciardo chegando, inclusive, a dizer que o propulsor agora estava no mesmo nível daquele usado pela Ferrari.
 
O dirigente reconhece que vai ser difícil reduzir o atraso em relação a Mercedes ainda em 2017, mas acredita que é possível fazer isso para o ano seguinte.
Rémi Taffin afirmou que meta da Renault é igualar Mercedes em 2018 (Foto: Renault)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Eu não acho que vamos reduzir a diferença neste inverno, embora eu não tenha certeza, mas a meta é estar muito perto no fim do próximo ano, porque a meta é estar em posição de lutar com esses caras de alguma forma em 2018”, disse Taffin. “Nós sabemos mais ou menos onde eles estão e podemos ver que podemos chegar lá”, seguiu.
 
“É justo dizer que 2018 é o ano onde devemos nivelar tudo”, ponderou.
 
Com o regulamento de motores mais estável, Taffin acredita que as fábricas podem ter ganhos muito pequenos de um ano para o outro.
 
“Agora é uma questão de tempo, porque no ano que vem veremos, não o último passo do progresso, mas o último passo que podemos realmente ver”, explicou. “Não vamos trazer meio segundo a cada inverno e ao longo da temporada”, comentou.
 
“Em algum ponto, o desempenho será convergente por conta da natureza do regulamento. 2017 é a chave para garantir que o próximo passo que dermos para o próximo ano é o certo, do que temos 99% de certeza”, contou. “Mas precisamos tirar o máximo disso. Nós já estamos vendo que teremos um bom passo para começar a próxima temporada. Não vamos sobrecarregar nossa primeira especificação de corrida e vamos ter um plano para fazer as coisas de maneira sensata”, concluiu.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube