Chefe da Sauber aponta motivo para fracasso na busca por novo investidor: “A negatividade em torno da F1”

Na busca incessante por um novo investidor para garantir a sobrevivência da Sauber, Monisha Kaltenborn disse que “a F1 não é um ambiente ideal” para se investir e apontou problemas como falta de estabilidade nas regras como um dos fatores que atrapalham. Mas o time suíço busca se virar com o que tem e trabalhar no improviso diante do orçamento curto

Definitivamente, a Sauber está com o pires na mão. A equipe suíça vive uma crise financeira sem precedentes e luta para sobreviver em meio ao milionário mundo da F1 como pode. O time, liderado pela advogada indo-austríaca Monisha Kaltenborn, busca por um novo investidor para melhorar sua situação e voltar a ser competitiva. Mas a dirigente ainda não conseguiu êxito em sua jornada. A razão principal, na visão de Monisha, é a própria F1, ou a negatividade em torno do esporte, como diz a chefe da Sauber.
 
“O ambiente em que as pessoas têm de investir aqui não é um ambiente ideal”, definiu Kaltenborn em entrevista ao site ‘F1i.com’. 
Monisha Kaltenborn atribuiu à própria F1 as dificuldades em encontrar um novo investidor (Foto: Sauber)
“Com todas as negatividades que estão em torno deste esporte, que são tão desnecessárias, de certa forma, com uma certa falta de estabilidade, até mesmo com as regras sendo feitas no último minuto, e novamente elas estão sendo criticadas antes de serem colocadas em prática, tudo isso não ajuda”, declarou a dirigente.
 
Sem dinheiro para investir na melhoria da equipe, a Sauber foi a única dentre as 11 escuderias do Mundial até agora que não conseguiu desenvolver atualizações para o C35, carro guiado por Felipe Nasr e Marcus Ericsson. Também por tal razão, o time suíço sequer participou dos treinos coletivos que a F1 promoveu dias após o GP da Espanha, em Barcelona.
 
Entre as últimas polêmicas neste sentido esteve a adoção do fracassado sistema ‘dança das cadeiras’ de classificação, no início da temporada. A medida, aguardada com expectativa, naufragou e desagradou a todos nos GPs da Austrália e do Bahrein, fazendo a FIA, meio que a contragosto, voltar para o formato antigo de classificação a partir do GP da China.
 
As alegadas dificuldades financeiras fazem com que a Sauber busque se virar com o que tem e trabalhar meio que no improviso. Tudo em nome da busca pela eficiência com (poucos) os recursos disponíveis.
 
“Não sei se é mais fácil ou não, você infelizmente apenas se acostuma com algumas coisas e as pessoas se concentram diante das coisas certas, eu acho, e não há frustração sobre isso, já que você sabe qual é a situação. Eu acho que é um passo muito importante quando você está trilhando novamente seu caminho e você tem uma mentalidade diferente”, comentou.
PADDOCK GP #29 RECEBE PIPO DERANI E DEBATE GP DA ESPANHA DE F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube