Chefe da Toro Rosso admite não saber real potencial do STR9 devido às falhas da Renault

Franz Tost, chefe de equipe da Toro Rosso, admitiu que não sabe em que estágio do desenvolvimento o time está no momento, especialmente devido às falhas do motor da Renault durante a pré-temporada. "O desempenho e a confiabilidade ainda são uma incógnita", disse

Chefe da Toro Rosso, Franz Tost admitiu que está no escuro frente aos constantes problemas com o motor da Renault, restando pouco mais de duas semanas para o início da temporada 2014 da F1. A primeira etapa do campeonato acontece na Austrália no dia 16 de março.

A crise sofrida pela Red Bull é ainda o grande centro das atenções, mas a equipe de Faenza também tem sido incapaz de testar seu novo carro de forma adequada por conta das falhas do motor francês.

Franz Tost é o chefe da Toro Rosso (Foto: Getty Images)

Perguntado sobre o progresso do STR9, o dirigente pouco falou. "É difícil fazer qualquer avaliação, porque nós quase não conseguimos testá-lo. O desempenho e a confiabilidade ainda são uma incógnita", explicou o austríaco à 'Speed Week'.

Tost também comentou sobre a provável hierarquia da F1 após as duas primeiras baterias de testes. "A equipe de fábrica da Mercedes está claramente na liderança, seguida pela McLaren e pela Ferrari", afirmou. "A Williams e a Force India também mostraram um bom desempenho. Mas tenho a impressão de que a Ferrari ainda não mostrou todo o seu potencial", completou.

O dirigente reconheceu ainda que, na comparação com a desastrosa rodada de abertura dos treinos em Jerez, a Renault evoluiu e conseguiu resolver muitos dos problemas que vinham afligindo suas equipes. "Os sistemas começaram a funcionar", falou.

"A Renault fez progressos. A janela de tempo para a corrida em Melbourne será apertada, mas se tudo funcionar bem no Bahrein nesta semana, então acho que teremos uma chance real de recuperar o atraso em relação às equipes da Mercedes", concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube