Chefe de performance da Williams revela que falha eletrônica fez Massa largar do pit-lane no GP da Malásia

Chefe de performance da Williams, Rob Smedley explicou que uma falha eletrônica motivou a largada de Felipe Massa do pit-lane de Sepang. Dirigente lamentou a corrida problemática do brasileiro

Chefe de performance da Williams, Rob Smedley revelou que Felipe Massa teve um problema eletrônico no carro e, por isso, foi forçado a largar do pit-lane no GP da Malásia. O brasileiro tinha se classificado na décima colocação, mas teve dificuldades na hora de alinhar no grid.
 
Mas a falha não foi o único problema de Massa na Malásia. Pouco depois de parar trocar pneus, Felipe teve de voltar aos boxes da Williams por conta de um furo no pneu dianteiro esquerdo. Ao fim da corrida, o brasileiro recebeu a bandeirada em 13º.
Felipe Massa teve problema eletrônico em Sepang (Foto: Reprodução/Williams)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Foi um problema eletrônico com relação ao mapa de torque, o que acabou por desligar o carro no grid”, disse Smedley. “Nós tivemos de empurrá-lo para o pit-lane e ligá-lo, o que pudemos fazer depois de reiniciá-lo”, seguiu.
 
“Não foi o ideal, aquela volta com o furo custou muito tempo e aí tivemos um pit-stop lento por causa do furo. A partir daí, nós convertemos essa corrida para uma parada”, explicou. “As duas coisas o deixaram completamente fora da briga. Com o ritmo no carro, se ele não tivesse tido aquele segundo incidente, provavelmente estaria 30s à frente, o que significa na parte final da zona de pontuação”, ponderou.
 
“Mesmo largando do pit-lane, o carro era bom o bastante para pontuar ou algo assim, o que teria feito a diferença para nós”, concluiu.
PADDOCK GP #48 RECEBE DENNIS DIRANI E DISCUTE MOTOGP, STOCK CAR E F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube