Chefe diz que compreende exigências de Alonso para seguir na McLaren, mas revela: “Acho que ele quer ficar”

Zak Brown revelou que vem se esforçando para garantir as condições perfeitas para convencer Fernando Alonso a permanecer na McLaren em 2018. O dirigente disse que a preferência do piloto é ficar, mas que competitividade do time inglês vai pesar em sua decisão

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : ‘pt’
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : ‘inread’
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Diretor-executivo da McLaren, Zak Brown vem travando das cruzadas à frente da equipe britânica. A primeira é conseguir tornar a esquadra competitiva novamente, o que, por consequência, deve servir para convencer Fernando Alonso a ficar mais tempo – que é o segundo desafio do dirigente. Para isso, o norte-americano disse que está estudando todas as opções e tentando criar um ambiente para que a montadora consiga finalmente melhorar seu motor. E Brown entende que esse esforço faz com que o desejo do bicampeão seja mesmo o de permanecer na equipe.

 
Depois de deixar a Ferrari no fim de 2014, Alonso decidiu voltar à McLaren – time que defendeu em 2007 -, acreditando no sucesso da reedição entre o time e a Honda. Mas a fabricante japonesa não foi capaz de produzir motores potentes e sofre com a falta de confiabilidade. Fernando está no último ano de contrato com a esquadra britânica e entrou em acordo com a cúpula para só iniciar as negociações durante as férias de verão na Europa.
 
"Combinamos de nos encontrar durante as férias (em agosto). Eu acho que a preferência dele é ficar na McLaren, mas temos de lhe dar um carro em que possa vencer. Estamos trabalhando com a Honda para encontrar uma solução para ele sinta, para que todos, na verdade, tenhamos a convicção que podemos ganhar corridas", afirmou o dirigente em entrevista à publicação 'USA Today'.
Zak Brown, no novo diretor-executivo da McLaren, vem tentando convencer Alonso a ficar (Foto: McLaren)

Uma vez mais, Brown reiterou que compreende as exigências de Alonso para seguir com o time. "Eu o compreendo totalmente. Alguém como Fernando, que tem 35 anos e está pilotando melhor do que nunca, não tem dez anos pela frente como Stoffel Vandoorne, que tem 25 anos", completou.

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

"Um campeão como ele quer vencer. Isso é o que ele se preocupa, principalmente. Por isso, eu entendo perfeitamente os seus comentários. Creio que é razoável que um campeão mundial pense em ter um carro com que possa ter a chance de disputar o título", acrescentou Zak, que terá Alonso de volta ao cockpit da McLaren no GP do Canadá, na próxima semana, depois da aventura nas 500 Milhas de Indianápolis no mês passado.
 
ALONSO ATINGE NOVO PATAMAR NA HISTÓRIA DO AUTOMOBILISMO NA ESPETACULAR INDY 500

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = ‘ca-pub-6830925722933424’;
google_ad_slot = ‘8352893793’;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(‘crt_ftr’).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(‘cto_ifr’);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(‘px’)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write('’);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube