Chefe da Red Bull crê que rivalidade vai rachar relação entre Hamilton e Verstappen

A avaliação de Christian Horner, chefe da Red Bull, é que é previsível imaginar que alguma coisa colocará fogo no parquinho durante o ano

Assista aos melhores momentos do GP da Emília-Romanha de F1 (Vídeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

O campeonato de 2021 já deixou claro após duas corridas que a tão esperada briga entre Lewis Hamilton e Max Verstappen saiu do forno. Com uma vitória e uma pole para cada após duas etapas, os dois chegam ao GP de Portugal separados por um ponto e abrindo para o restante do pelotão. A rivalidade evidente pelo título, que começa a ser desenhada, faz com que a relação dos dois esteja desde já ameaçada. É o que diz o chefe da Red Bull.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Christian Horner afirmou imaginar que, em algum momento da temporada, a relação dos dois sofrerá um golpe fatal. Até aqui, tirando um pequeno encontrão na pista no Bahrein e algumas reclamações no rádio, nada de grave aconteceu, porém. Será questão de tempo?

“Max e Lewis são dois pilotos que se destacam no momento, o que deu para ver nas duas primeiras corridas do ano. Rivalidades sempre foram uma grande atração no esporte e às vezes é algo polarizador também, mas todo mundo quer ver estes dois lutando na pista a cada semana”, disse.

LEWIS HAMILTON; MAX VERSTAPPEN;
Lewis Hamilton e Max Verstappen são os dois grandes protagonistas da temporada 2021 (Foto: Mercedes)

“Dá para ver que estão muito próximos nas duas primeiras corridas, mas, numa temporada de 23 corridas, não é imprevisível que aconteça alguma coisa entre os dois em certo momento. Espero que haja respeito das duas partes. Certamente sei que Max respeita o que Lewis conquistou”, seguiu.

Desde a aposentadoria de Nico Rosberg após ser campeão, em 2016, a luta pelo título aconteceu apenas em parte dos campeonatos de 2017 e 2018, antes de Sebastian Vettel ficar para trás de Hamilton disparar. A Red Bull crê que seja sua vez de desafiar o heptacampeão pelas mãos de Verstappen.

“Esse é o plano. Lewis tem uma carreira incrível, é o piloto de mais sucesso do planeta. O tempo passa, mas ele segue no auge. É fantástico para o esporte contar com dois pilotos deste calibre. Não há uma briga longa pelo campeonato há muitos anos, então, se pudermos entregar uma dessas, quem ganha é a F1. Espero que possamos dar a Max o equipamento para lutar. Não tenho dúvida de que ele está pronto”, garantiu.

“Seria uma conquista enorme ser campeão. Passamos anos nos preparando – tivemos nosso tempo de domínio e, então, fomos damas de honra nos últimos sete anos. Agora, queremos levar impor essa briga à Mercedes”, concluiu.

A Fórmula 1 volta a acelerar neste sábado em Portimão. A partir de 8h (de Brasília), os pilotos aceleram para o treino livre 3, também com duração de 60 minutos. E às 11h, os competidores voltam à pista para a classificação que vai definir o grid de largada. O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP de Portugal de F1. Siga tudo aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube