Com arquibancadas vazias no Circuito das Américas, terceiro treino livre pode definir grid do GP dos EUA

Os responsáveis pelo Circuito das Américas decidiram não abrir os portões para o público, por questões de segurança, até o meio-dia no horário local. Desta forma, o TL3 do GP dos EUA foi visto apenas pela TV

A FIA decidiu seguir em frente com a programação do Mundial de F1 e autorizou a realização do terceiro treino livre para o GP dos Estados Unidos a partir das 13h (de Brasília) deste sábado. Com um detalhe: para arquibancadas praticamente vazias.

A sessão, aliás, pode ganhar status de classificação. As equipes já foram avisadas de que, caso não seja possível a realização da classificação, marcada para as 16h, o grid de largada será definido com base no resultado do TL3.

Durante a manhã, os responsáveis pelo Circuito das Américas, palco da corrida, informaram que os portões das arquibancadas ficariam fechados até o meio-dia no horário local (15h em Brasília), 30 minutos após o fim da sessão, para a segurança dos torcedores e dos funcionários do autódromo. Aqueles que já estivessem nas dependências do autódromo poderiam procurar abrigo da chuva na arquibancada principal, coberta, na reta dos boxes. Esses são os poucos presentes para acompanhar 'in loco' o TL3.

Para Felipe Nasr, a sessão é fundamental: o regulamento deixa claro que pilotos que não participaram dos treinos livres ou do treino classificatório não podem largar, e o brasileiro não andou no TL1, quando cedeu o carro ao italiano Raffaele Marciello. O venezuelano Pastor Maldonado é outro, já que deu apenas uma volta de instalação no TL1 antes de a equipe constatar que era preciso trocar a caixa de câmbio.

GRANDE PRÊMIO acompanha a sessão AO VIVO e em TEMPO REAL.

Situação deste sábado pela manhã em Austin (Foto: Reprodução/F1)

Nesta sexta-feira, o primeiro treino livre foi prejudicado e o segundo teve de ser cancelado devido à forte chuva que caiu no Circuito das Américas. O temporal não dava condições de voo para o helicóptero médico, tampouco de trabalho para os fiscais de pista.

O mau tempo é provocado pela tempestade tropical Patrícia, que atingiu a costa do México na sexta como um furacão de categoria 5, mas foi perdendo força enquanto passava pelo interior do país até deixar de ter o status de furacão. A tormenta, no entanto, vai continuar influenciando as condições climáticas na região e no estado norte-americano do Texas pelos próximos dias.

A previsão é de que as tempestades só vão piorar nas próximas horas.

Radar meteorológico em Austin cinco minutos após o início do TL3 (Foto: Reprodução/Accuweather)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube