Com nova estrutura, Renault planeja mudar nome e usar marca Alpine em 2021

Depois da Racing Point, que vai se chamar Aston Martin em 2021, outra equipe vai adotar nova alcunha a partir da próxima temporada. Segundo o site britânico RaceFans, a Renault vai usar o nome da marca Alpine na esteira de mudanças na estrutura após a chegada do novo CEO, Luca De Meo

A Renault está a caminho de uma mudança que compreende a adoção de um novo nome a partir de 2021 na Fórmula 1. Na esteira de um processo de reestruturação adotado pelo novo CEO, o executivo italiano Luca De Meo, ex-Volkswagen, a empresa designou Cyril Abiteboul como novo chefe da marca Alpine. E é justamente esta marca que a Renault vai passar a usar para batizar sua equipe na próxima temporada. É o que informa o site britânico RaceFans.

Segundo a publicação, a equipe com sede em Enstone, na Inglaterra, vai se chamar Alpine F1 Team, usando motores Renault E-Tech. No ano que vem, a escuderia vai contar com o regresso de Fernando Alonso, além da manutenção de Esteban Ocon, já titular em 2020.

A Fórmula 1 já tem confirmada uma mudança de nome para a próxima temporada. A Racing Point, equipe de propriedade de Lawrence Stroll, vai se chamar Aston Martin, marca britânica de carros que teve parte das suas ações adquirida pelo empresário.

Cyril Abiteboul vai assumir uma nova missão como funcionário do Grupo Renault (Foto: Renault)

A marca Alpine, fundada em 1955, retomou a produção de carros de passeio em 2017. No momento, a Alpine batiza a equipe campeã mundial de Endurance na classe LMP2, que tem o brasileiro André Negrão como um dos seus pilotos.

Ao ser questionado sobre a mudança no nome da equipe, Abiteboul não confirmou, tampouco negou. “Caberá a ele [De Meo] decidir de que forma deseja comercializar as diferentes marcas”.

“Temos um novo CEO, Luca De Meo, com uma visão claramente excelente para o grupo. Em particular, mudar de ‘orientada para o valor’ para ‘uma organização orientada para o valor’, posicionando claramente quatro marcas no coração do sistema. Uma coisa que ele anunciou é que ele tem grandes expectativas para a Alpine. O que ele me pediu para fazer como missão, além do que estou fazendo atualmente, dirigindo a equipe, é fornecer algumas sugestões para construir uma organização em torno dessa marca”, explicou.

Prestigiado e com a chance de ampliar seu papel dentro da organização da Renault, Abiteboul falou sobre os planos à frente da marca Alpine.

“Neste momento, essa marca é um carro, um modelo, o A110, mas queremos fazer mais, e isso precisa de uma organização: um departamento de engenharia, um departamento de produtos, um departamento de vendas, marketing e comunicação. Então, é isso que eu gostaria de fazer”, salientou.

“Isso é o que eu fiz pela equipe: construir uma infraestrutura e uma plataforma. Isso é o que vou estar fazendo no comando. Mas isso não tem absolutamente nenhuma implicação para a estratégia de marketing”, acrescentou o chefe da Renault na Fórmula 1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube