Com pit-stop normal após série de erros, Sainz vibra por brigar com a Racing Point

Espanhol se livrou dos problemas para conseguir sexta colocação, ao passo que Norris, em décimo, lamentou não poder usar o carro de maneira adequada por culpa das circunstâncias

A McLaren foi aos pontos com seus dois carros no GP da Espanha deste domingo (16), realizado na Catalunha. O destaque ficou para Carlos Sainz, que subiu ao sexto lugar e conseguiu se aproximar com os carros rosados da Racing Point, algo que agradou bastante o piloto da casa.

Sainz lembrou do começo da temporada bastante complicado e duas corridas seguidas com problemas no pit-stop para comemorar o fato de passar por uma prova mais tranquila.

“Tudo correu bem para mim. Não tive o começo de temporada que eu queria, muitas coisas estavam fora do meu controle. Poder brigar com as Racing Point no fim da corrida hoje foi legal, especialmente na minha corrida de casa”, falou.

“Mudar o motor duas corridas ajudou muito com o ritmo de classificação e corrida. Os pit-stops de 8s não estavam ajudando muito até agora, mas hoje fomos muito melhor nisso, o que dá confiança aos rapazes”, afirmou.

Lando Norris foi décimo (Foto: McLaren)

“Preso no trem”, Norris lamenta ter ficado sem possibilidade de usar 100% do carro

O inglês marcou somente um tento, mas gostou do carro que tinha em mãos. O que faltou, entretanto, foi espaço.

“Perdi as posições logo no começo, mas não na largada. A largada foi boa, bem boa, mas não ataquei o bastante na entrada da curva um. Não me arrisquei o bastante. Às vezes é assim que funciona, e eu prefiro passar pela curva um que bater”, afirmou.

“Creio que tínhamos ótimo ritmo, mas não deu para usar. Ficamos presos num trem de carros”, afirmou.

A Fórmula 1 para por duas semanas e retorna no fim de semana de 28-30 de agosto, direto de Spa-Francorchamps, para o GP da Bélgica.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube