Como Hamilton chegou à marca histórica de 100 poles no Mundial de Fórmula 1

Um dos recordes mais importantes da Fórmula 1 chegou à marca centenária na tarde deste sábado em Barcelona. Lewis Hamilton sobe, assim, mais um degrau na sua já laureada carreira como o maior piloto da história

Robin Frijns ultrapassa Félix da Costa e assume a liderança em Mônaco (Vídeo: Fórmula E)

Quando Lewis Hamilton estreou no Mundial de Fórmula 1, no GP da Austrália de 2007, com a McLaren, Michael Schumacher detinha o recorde de poles, com 68 vezes sendo dono da posição de honra do grid. O alemão, por sua vez, superou naquele 2006 que marcou o ano da sua primeira aposentadoria a então marca absoluta, as 65 poles de Ayrton Senna. Neste sábado, (8), em Barcelona, a principal das categorias celebra outra conquista daquele que se colocou como o maior de todos os tempos, dentro e fora das pistas. Se já era detentor do recorde de poles desde o GP da Itália de 2017, agora Hamilton, consagrado como heptacampeão mundial, foi além e alcançou nada menos que 100 vezes a primeira posição do grid em uma etapa do Mundial.

Ao longo dos anos de ouro da Ferrari, período que Michael Schumacher aproveitou para se estabelecer como o maior piloto do seu tempo e faturar cinco títulos consecutivos entre 2000 e 2004, o recorde de poles pareceu o mais difícil de ser quebrado, levando em conta o enorme feito de Senna ao conquistar por 65 vezes a posição de honra ao longo de dez temporadas.

Schumacher chegou ao número enorme de 68 poles, mas a marca não foi ampliada no seu retorno à F1 como piloto da Mercedes no começo da década passada — o alemão, diga-se, chegou a cravar o melhor tempo na classificação do GP de Mônaco em 2012, mas foi punido em cinco posições em razão de um acidente com Bruno Senna na corrida anterior, em Barcelona.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

LEWIS HAMILTON; POLE 100; FÓRMULA 1;
Lewis Hamilton ainda incrédulo com o feito que acabara de realizar (Foto: F1/Twitter)

WEB STORIES: Como ficou o grid de largada do GP da Espanha de Fórmula 1

Neste período, Hamilton já havia construído uma trajetória como ótimo piloto de classificação. Campeão em 2008, Lewis teve pela frente grandes adversários em uma época marcada pelo domínio da Red Bull. Desde sua estreia até o fim de 2012, quando deixou a McLaren e encerrou um ciclo importante da carreira, o britânico tinha 26 poles na carreira.

Sebastian Vettel, o piloto que dominou a Fórmula 1 no início da década de 2010, período em que emendou quatro títulos mundiais com a Red Bull, por exemplo, tinha 36 poles ao fim de 2012, enquanto Fernando Alonso, bicampeão do mundo entre 2005 e 2006 com a Renault, tinha 22 vezes a marca, número que ostenta até hoje.

A arrancada de Hamilton como ‘poleman’ da Fórmula 1 ganhou grande impulso com a mudança para a Mercedes, a partir de 2013, e do notável domínio da equipe anglo-alemã a partir do ano seguinte, que marcou o início da era híbrida de motores. Entre 2014 até o GP da Espanha deste fim de semana, o britânico faturou nada menos que 76 poles somente pela Mercedes. Uma marca absurdamente histórica ao longo de 159 GPs disputados pelo time chefiado por Toto Wolff.

Dentre os momentos históricos vividos por Hamilton nesta epopeia rumo à marca centenária, um se destaca e é muito caro ao heptacampeão mundial: o GP do Canadá de 2017. Em Montreal, que pelo segundo ano consecutivo não vai receber à F1 — em razão das restrições impostas pela pandemia —, Lewis alcançou a pole 65 da carreira e igualou a marca do seu maior ídolo, Ayrton Senna. Em lágrimas, o piloto foi ovacionado pelo público e recebeu um presente da família do tricampeão: um dos capacetes que marcou sua trajetória no esporte.

Hamilton e a homenagem no dia em que igualou o recorde de poles de Ayrton Senna na F1 (Foto: Mercedes)

Hamilton ostenta outros recordes relacionados a pole-positions na Fórmula 1. O britânico é o único que largou na frente, pelo menos em um GP por ano, ao longo de 15 temporadas seguidas e também o que tem o maior número de poles em circuitos diferentes, partindo na frente em 28 pistas distintas.

Hamilton detém quase todos os principais recordes de performance na F1: 97 vitórias, 168 pódios e, agora, 100 poles no Mundial. Lewis ainda está distante do recorde de voltas mais rápidas. O britânico tem 54, enquanto Schumacher se mantém com 77.

Já o principal recorde da Fórmula 1, o de títulos mundiais, pode ser de Hamilton nesta temporada. Empatado com Schumacher em sete títulos, Lewis tem pela frente uma grande batalha com Max Verstappen e, se for bem-sucedido, festejar o octacampeonato em 2021.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar