Confira declarações dos pilotos após quinto dia de testes da F1 em Barcelona

Com 1min16s841, Sebastian Vettel liderou a quinta-feira (27) de testes da Fórmula 1 em Barcelona. 0s225 mais lento, Pierre Gasly ficou com o segundo tempo, com Lance Stroll fechando o top-3

Sebastian Vettel foi o mais rápido na quinta-feira (27) de testes da Fórmula 1 em Barcelona. Com 1min16s841 na melhor de suas 144 voltas, o #5 fechou o penúltimo dia da pré-temporada 2020 com 0s225 de frente para Pierre Gasly. Lance Stroll completa o top-3.
 
0s472 atrás do líder. Nicholas Latifi colocou a Williams na quarta colocação, seguido por Lando Norris, Max Verstappen, Valtteri Bottas, Esteban Ocon, Kevin Magnussen e Alex Albon.
Sebastian Vettel (Foto: Ferrari)
Paddockast #49
RAÍ CALDATO: O ARTISTA PREFERIDO DE LEWIS HAMILTON

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

Com 1min18s395, Daniel Ricciardo ficou em segundo, à frente de Antonio Giovinazzi. Lewis Hamilton teve problemas mecânicos neste quinto dia de testes e, com apenas 14 voltas completadas, foi o último dos 13 participantes.
 
Confira declarações dos pilotos:
 
 
Pierre Gasly, segundo: “Acho que temos um pouco mais por vir, quando colocarmos tudo junto em Melbourne. No geral, acho que temos um carro muito bom. Acho que encontramos uma boa direção, mas Melbourne será muito diferente de Barcelona, então não quero ficar muito empolgado. Foi um teste muito bom. Acho que, como pacote, é uma boa evolução em relação ao ano passado. Tem algumas coisas que são melhores, algumas coisas em que precisamos trabalhar, mas, no geral, acho que temos um bom potencial. Nós forçamos um pouco mais hoje e o carro parece se comportar muito bem. Estou bem feliz com o teste de hoje”.
 
 
Nicholas Latifi (Foto: Williams)
Lando Norris, quinto: “Do meu lado, estou muito feliz. Todas as coisas em que queria trabalhar ao longo do inverno e que tinha planejado para as últimas duas semanas, acho que fiz minha própria prioridade, fiz um bom progresso e estou feliz com o que fiz e com o quão melhor sou nessas áreas. Não significa que sou perfeito, sempre tem margem de melhora, mas estou satisfeito. Como equipe, fizemos um bom trabalho. Ainda resta um dia, mas a maneira como tudo correu e como operamos de forma suave, acho que estamos satisfeitos, mas ainda têm muitas coisas para melhorar”.
 
Max Verstappen, sexto: “Foi uma pena o clima, então não pudemos correr tanto quanto gostaríamos, mas, no geral, foi positivo. Passamos algum tempo pilotando com as grades aerodinâmicas, colhendo todos os dados que conseguimos e tudo correu bem. Todo dia estamos melhorando, aprendendo mais, e é exatamente o que queríamos dos testes. Nunca foi o objetivo correr o máximo de voltas na última semana. Acho que fizemos as voltas longas e agora é checar as partes e tentar coisas diferentes. Tudo leva tempo e o final resulta em menos voltas, mas acho que testamos tudo o que queríamos. Sobre a rodada de hoje cedo, acabei passando por um trecho mais úmido que não vi, acho”.
 
 
Pierre Gasly (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Alex Albon, décimo: “A tarde foi um pouco complicada por causa do vento, que atrapalhou um pouco, e foi difícil ter uma boa leitura do equilíbrio, mas não foi um dia ruim hoje. Tudo está indo bem, mas é claro que precisamos olhar para os dados já que não foi fácil fazer uma comparação direta hoje. Acho que o tempo de amanhã deve ser muito melhor. Ainda há trabalho a ser feito e é sobre isso amanhã – os últimos toques. Demos muitas voltas e acho que a coisa positiva é que sabemos a direção que queremos. Temos uma boa base indo para o início da temporada”.
 
Antonio Giovinazzi, 12º: “Foi um dia desafiador desde o início. Cometi um erro em uma das minhas primeiras saídas, quando a pista estava úmida e isso nos custou algum tempo nesta manhã. Quando saímos de novo nesta tarde, as bandeiras amarelas arruinaram nossa simulação de classificação e não conseguimos realmente fazer uma volta. Pelo menos, conseguimos seguir nosso programa de long-run: o vento era muito forte e tivemos um pouco de dificuldade, mas conseguimos fazer. Foi a última vez no carro antes de Melbourne para mim: estou satisfeito com essas duas semanas. Precisamos focar no nosso trabalho e tentarmos ser fortes desde o início na Austrália”.
 

#GALERIA(10041)
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube