Confira declarações dos pilotos após sexta-feira de treinos do GP da Bélgica, 13ª etapa do Mundial 2016 de F1

Max Verstappen e Daniel Ricciardo voaram por sobre as Mercedes com as asas do energético que os emprega para fazerem dobradinha no segundo treino livre para o GP da Bélgica, nesta sexta-feira (26). Nico Rosberg e Lewis Hamilton, foram, respectivamente, sexto e 13º

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

O segundo treino livre para o GP da Bélgica, nesta sexta-feira (26), terminou com uma surpresa – ou, ao menos, um resultado inesperado. Com o refresco dado pela Mercedes, as duas Red Bull lideraram a sessão. Max Verstappen, com 1min48s085, foi o ponteiro do dia.

 
Daniel Ricciardo ocupou a segunda posição numa briga que promete ser de foice no sábado. Isso porque, ainda que a Mercedes dê um salto muito grande e Nico Rosberg fuja com a pole-position, a punição de 30 posições imposta a Lewis Hamilton faz com que haja um lugar vago na primeira fila.
 
Mas as duas Red Bull ainda não estão sozinhas na disputa. Nico Hülkenberg e Sebastian Vettel ficaram no mesmo segundo de Verstappen e colocaram Force India e Ferrari na briga. Sergio Pérez foi o quinto.
 
Rosberg foi apenas o sexto, 1s076 atrás da liderança. Kimi Räikkönen pôs a segunda Ferrari em sétimo. Jenson Button foi o nono, bem no meio das duas Haas. Romain Grosjean e Esteban Gutiérrez, em oitavo e décimo, deram ao time norte-americano o ar de quinta força do grid em Spa-Francorchamps, mesmo na frente de McLaren e Williams.
Max Verstappen durante o segundo treino livre em Spa-Francorchamps, na Bélgica (Foto: Beto Issa)
Pascal Wehrlein deixou a Manor na 11ª colocação, com o punido em 35 postos Fernando Alonso atrás, seguido por Hamilton, Daniil Kvyat, Marcus Ericsson, Valtteri Bottas, Felipe Massa, Carlos Sainz Jr, Kevin Magnussen, Jolyon Palmer, Esteban Ocon e Felipe Nasr.
 
As atividades seguem às 6h (de Brasília) do sábado com o terceiro treino livre. O treino classificatório começa às 9h. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL.

Confira as declarações dos pilotos:

FERRARI
 
Sebastian Vettel, quarto: "Hoje foi um dia complicado. Muito quente aqui em Spa, então está escorregadio. Mas, em geral, todo mundo está tendo dificuldades para fazer os pneus durarem e estavam escapando muito de lado. Não importa que pneus você use, será assim por todo o final de semana. Além disso, eu estava tendo dificuldades com o equilíbrio do carro, mas isso é com a gente. Precisamos melhorar o carro. Ainda não está onde queremos, mas estou certo de que seremos mais rápidos".
 
Kimi Räikkönen, sétimo: "Pela manhã eu senti o carro muito bem; mas, à tarde, quando eu pus os pneus supermacios, tive problemas para dar uma volta boa e fiquei saindo da pista. Para a long run, mudamos algumas coisas, mas eu ainda tive dificuldades por alguma razão. Foi um daqueles dias onde você começa bem e perde o feeling com o carro, mas tenho certeza de que estaremos com o ajuste certo para amanhã. Vai ser complexo com os pneus, mas é o mesmo para todo mundo. Não tive tempo para checar o que os outros estão fazendo, é muito cedo, mas certamente há trabalho por fazer. Precisamos passar por tudo e tirar o melhor disso".
 
FORCE INDIA
 
Sergio Pérez, quinto: "Os primeiros indicativos são positivos, mas ainda há muito trabalho a fazer para o carro ficar pronto e nós resolvermos os pequenos problemas. Precisamos entender mais o equilíbrio do carro e desenvolver o setup daí em diante. O clima vai ter um grande papel: afetar muito o desgaste dos pneus, mas estou certo de que posso fazer as mudanças que precisamos para a corrida".

HAAS
 
Romain Grosjean, oitavo: “Não foi um dia fácil para ninguém. Estava muito difícil fazer os pneus funcionarem direito, e eu não estou feliz com a pressão dos pneus que temos que usar aqui. Deixa mais desafiador. Durante a tarde, com os supermacios, nós andamos melhor. O carro pareceu melhor encaixado, o que certamente é positivo. Infelizmente não conseguimos fazer trechos mais longos por conta de um problema, espero que isso não nos custe muito na corrida. Ainda temos amanhã para pensar na classificação, tentar novos truques. Acho que vamos nos focar no consumo de pneus”.
 
Esteban Gutiérrez, décimo: “As condições de hoje foram muito desafiadoras. Não é comum fazer tanto calor em Spa. A pista estava muito quente, então estamos com dificuldades para acertar o carro. Testamos algumas coisas para entender melhor o carro, então agora temos uma noção melhor de onde precisamos focar. Usamos os protótipos da Pirelli nas duas sessões, e não senti nada muito diferente neles. Também fizemos simulação de corrida no TL2, e não fiquei muito feliz. Ainda vamos analisar os dados e tentar achar um bom acerto”.
Romain Grosjean durante o segundo treino livre em Spa-Francorchamps, na Bélgica (Foto: Beto Issa)
MCLAREN
 
Jenson Button, nono: "No final, progredimos muito hoje. Depois das mudanças de fizemos no ajuste para a tarde, melhoramos muito no segundo treino. Como resultado, alcançamos um equilíbrio que funciona para nós, mas ainda dá para melhorar. Nossa long run foi razoável: parecemos relativamente competitivos comparados aos carros contra os quais brigamos. E fomos mais rápidos que Kimi nas simulações de corrida, o que foi legal.
 
Passar para o Q3 é nossa meta dos sábados, mas o que acontece no domingo é mais importante. Vamos colocar assim: não passamos ao Q3 em Hockenheim, mas terminamos em oitavo. Aqui em Spa é mais fácil de ultrapassar que na maioria dos circuitos, então me sinto otimista para essa corrida. É incomum estar quente aqui no fim de semana da corrida, mas isso vai misturar o pelotão para a prova. O que pode ser bom para nós".
 
Fernando Alonso, 12º: "Claro que não é o começo ideal do final de semana com um motor todo novo com o qual eu só dei três voltas e depois tive que mudar. Especialmente porque isso significa penalizações. Não é ideal, mas é melhor isso nos treinos que na corrida. E é pior se você estiver numa posição de marcar pontos. Vamos analisar o copo meio cheio: como sempre, aprendemos muito de nossos erros e vamos minimizar a reincidência deles. 
 
Vamos largar no domingo do fim do grid, m as estaremos tentando recuperar posições. Espero que Lewis , que vai largar junto comigo, seja mais rápido que eu, então vou tentar agarrar nele, passar uma corda e fazer com que me puxe pelo pelotão. Ainda não tive muito contato com a unidade de força, já que hoje usamos apenas modos conservadores. Então amanhã vamos forçar. Tenho certeza de que é um passo à frente".

MANOR

 
Pascal Wehrlein, 11º: “Me sinto ótimo por poder voltar ao carro depois de quatro semanas longe. Spa é uma pista ótima para abrir a segunda fase da temporada, e estou curtindo meu retorno depois de quatro anos. Tivemos algumas atualizações, então focamos muito nesses. Durante a tarde conseguimos um balanço melhor ao usar os pneus supermacios e macios, e fico feliz com isso. Fora isso, foi uma sexta-feira muito simples. Tudo parece positivo”.
 
Esteban Ocon, 21º: “O carro pareceu bom, e eu me encaixei bem nele. Depois de tanto me preparar, tudo aconteceu normalmente. Tive a chance de usar o supermacio ainda no começo da sessão, o que serviu para comparar o carro com a concorrência. Pareceu bom e, como ainda é sexta, temos terreno para ganhar conforme eu me acostumo com o carro. Perdi tempo durante a tarde, mas fizemos o que queríamos fazer”.
 
TORO ROSSO
 
Daniil Kvyat, 14º: “Conseguimos completar nosso cronograma, tentamos a maior parte das coisas que queríamos fazer, então temos muitos dados para avaliar. Agora vamos estudar isso o máximo possível para poder melhorar, já que hoje não foi de forma alguma um dia fácil. Vamos dar nosso melhor”.
 
Carlos Sainz Jr., 18º: “Foi uma sexta-feira dura. Nosso maior objetivo era compensar a falta de velocidade final, mas está claro que estamos sofrendo nesta pista, já que são muitas sequência em subida ou com pé embaixo. O que temos que fazer é seguir trabalhando duro. Agora não estamos muito bem, e sabíamos que seria um fim de semana duro, mas esperávamos estar melhores do que estamos”.
A Toro Rosso testou o Halo (Foto: Reprodução)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

SAUBER

 
Marcus Ericsson, 15º: “Foi um dia interessante. Óbvio, por conta do pacote aerodinâmico que introduzimos. Minha sensação inicial é de que temos alguns avanços. Ainda precisamos de tempo para entender as diferentes configurações, tentando otimizar o pacote e vendo como dá para usar ele da melhor forma possível. Foi um bom primeiro dia. Ainda vamos analisar os dados coletados para ter uma melhor compreensão. Vamos ver como vai funcionar amanhã”.
 

WILLIAMS

 
Valtteri Bottas, 16º: “Tivemos um pequeno problema no TL2 com o ECU, então a gente precisou trocar. Perdemos meia hora com isso mas, de resto, foi um bom dia. É ótimo voltar ao carro, e eu adorei pilotar aqui. O carro estava decente, mas tenho certeza de que podemos afinar o balanço e deixar o carro mais rápido. Nosso ritmo de corrida, em relação aos outros, não estava ruim. Mas acho que ainda precisamos melhorar tudo que pudermos”.
 
RENAULT
 
Kevin Magnussen, 19º: “Não estamos onde gostaríamos de estar, parece que amanhã teremos uma classificação dura. Desgaste de pneu parece ser o maior problema, mas acho que os outros também tiveram problemas. O balanço do carro não é tão previsível quanto eu gostaria, e também não temos aderência na traseira, então vamos precisar rever tudo. Acho que vamos conseguir nosso progresso normal, e vamos fazer o nosso melhor, como sempre. Temos as ferramentas para melhorar e tudo pode acontecer na corrida, então é preciso dar o seu melhor”.
 
Jolyon Palmer, 20º: “Tivemos alguns problemas, mas fizemos tudo que queríamos fazer. Eu não consegui dar minha última volta, mas todo o resto estava relativamente bom. O carro parece ok, acho que encontramos uma boa base para trabalhar, então agora é só afinar o acerto para amanhã, ganhando mais performance. Não esperamos estar super rápidos neste fim de semana, mas ainda podemos conseguir nosso melhor. Vamos trabalhar duro durante a noite”.
 
PADDOCK GP #43 DEBATE INDY E MOTOGP E FAZ PRÉVIA DA F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube