Confira declarações dos pilotos após sexta-feira de treinos livres do GP do Bahrein, segunda etapa da temporada 2018 da F1

Kimi Räikkönen e Sebastian Vettel, nesta ordem, ficaram com as voltas mais rápidas do primeiro dia de atividades da F1 no Bahrein. É um começo animador para a Ferrari após ter sido dominada - mesmo com a vitória - na Mercedes

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Dia de começo das atividades de pista para o GP do Bahrein, esta sexta-feira (6) foi animadora para a Ferrari. Com sobras, a marca do Cavallino Rampante dominou as ações e diminuiu a sensação de poderio deixado pela Mercedes mesmo com a derrota na Austrália. Kimi Räikkönen foi quem anotou o tempo mais rápido do segundo treino livre: 1min29s817.

 
Atrás de Räikkönen, Sebastian Vettel completou a dobradinha. O tetracampeão ficou a somente 0s011 da volta do companheiro. 0s563 mais lento que o rival, Valtteri Bottas ocupou a terceira colocação, ainda em vantagem para Lewis Hamilton. 
 
Um degrau a mais em defasagem para Ferrari e Mercedes, a Red Bull ocupou o equivalente à terceira fila. Max Verstappen foi 0s006 mais rápido que Daniel Ricciardo. 
 
O melhor do resto, por sua vez, foi Nico Hülkenberg com a Renault. Pierre Gasly fez a Toro Rosso subir ao oitavo posto com o motor Honda, um alento depois do que aconteceu em Melbourne. Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne, a dupla da McLaren, fecharam a top-10.
 
Romain Grosjean abriu a segunda metade com a Haas, seguido por Carlos Sainz Jr. e dupla da Force India, Esteban Ocon antes de Sergio Pérez. Kevin Magnussen fechou a parte mais forte do pelotão intermediário com a 15ª posição. Charles Leclerc, Lance Stroll, Sergey Sirotkin, Marcus Ericsson e Brendon Hartley fechou a classificação.
Kimi Räikkönen (Foto: AFP)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Confira as declarações:

Kimi Räikkönen, primeiro: "Nossos tempos estão bons. Mas não dizem muito. De qualquer forma, temos muito trabalho pela frente."

Sebastian Vettel, segundoCom Räikkönen líder, Vettel mantém cautela ao avaliar ritmo da Ferrari no Bahrein: “Difícil tirar conclusões”

Valtteri Bottas, terceiro: “A gente já conseguiu sentir mais aderência em cada volta, com o equilíbrio do carro sempre mudando. A gente sempre precisa fazer estimativas para as sessões e voltas seguintes. Vai ser a mesma coisa amanhã, então nosso objetivo principal hoje era fazer os compostos mais macios funcionarem. Isso vai ser fundamental amanhã. O carro parece estar ok, mas ainda precisamos achar mais ritmo, principalmente em voltas rápidas. Temos trabalho pela frente.”

Lewis Hamilton, quartoHamilton destaca proximidade entre equipes nos treinos livres da F1 no Bahrein e já avisa: “Temos trabalho pela frente”

Max Verstappen, quinto: "O equilíbrio do carro parece muito bom e o ensaio de prova foi bastante positivo. E fiquei feliz em ver que a pouca degradação dos pneus. Só que agora precisamos encontrar uma maneira de melhorar em classificação, para que seja possível nos colocar em uma boa posição para o domingo."

Daniel Ricciardo, sexto: "Estou confiante de que temos um bom carro e, amanhã, tenho certeza de que vamos mostrar que somos melhores do que esse sexto lugar. E espero que possamos fazer o mesmo na corrida."

Nico Hülkenberg, sétimo: "Uma sexta-feira normal onde fizemos progressos durante o dia e, espero, tenhamos aprendido o suficiente para melhorar o ritmo com os trabalhos de hoje à noite e carregar a melhora para amanhã. Estou razoavelmente feliz com o carro, mas certamente há potencial para mais. É isso que temos como alvo."

Perre Gasly (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Pierre Gasly, oitavo: "Foi uma sexta-feira produtiva para nós. Me senti muito confortável no carro desde a primeira volta no TL1. Mostramos ritmo decente nas duas sessões com um P7 e P8… É um bom começo, mas ainda há coisas que podemos melhorar para amanhã, porque está todo mundo realmente próximo. Temos que passar muito tempo hoje à noite analisando tudo que testamos hoje. A primeira sensação com o carro é realmente positiva, então espero que possa manter isso e ter um dia parecido amanhã."

Fernando Alonso, nono: "Hoje foi um caso de 'até aqui, tudo bem'. Nada particular para preocupar. Há muita análise que precisamos fazer sobre as novas partes que temos nos dois carros, então acho que é uma questão de juntar tudo e achar o melhor pacote para amanhã. Nossa meta para a classificação é estar no Q3, algo que não fizemos na Austrália. Para isso, precisamos de uma volta perfeita. É bom que tenhamos completado o programa hoje. É sempre muito importante, especialmente em sessões noturnas, dar quantas voltas pudermos para entender os pneus. Provavelmente tivemos um desgaste maior que o esperado e precisamos levar isso em conta para domingo. Há pouco mais a extrair do carro, e espero que possamos fazer isso amanhã."

Stoffel Vandoorne, décimo: "Foi um bom dia, temos novas partes pela qual passamos e avaliamos no TL1 e TL2. O TL2 é o treino mais valioso em termos de preparar o carro para a classificação e para a corrida e, nele, a sensação foi positiva. Como na Austrália, estamos em um grupo onde as voltas são muito próximas e cada centésimo pode ganhar muitas posições. A classificação é sempre muito próxima e todo mundo coloca 100% do desempenho possível nos carros. Queremos fazer isso amanhã e vamos ver onde terminamos. Os pneus são sensíveis a esse circuito e, sabemos dos últimos anos, a degradação é alta. Há muito desempenho para ganhar ou perder nessa área, mas é o mesmo para todos. Apesar do resultado na Austrália, a McLaren segue normalmente. Não mudamos as expectativas e nos esforçamos muito para preparar o carro e maximizar tudo para o fim de semana. Espero que isso se pague e tenhamos um bom dia amanhã."

Romain Grosjean, 11º: "Foi um dia decente, mas podemos ser melhores amanhã. O ritmo da tarde não foi tão bom quanto o da manhã. Minha volta mais rápida foi comprometida pelo tráfego na última curva, então acho que temos mais um pouco [a dar]. Vamos trabalhar muito durante a noite, é aí que os treinos são bons. Agora temos um norte. Podemos trabalhar no TL3 e preparar a classificação."

Carlos Sainz Jr, 12º: "Uma sexta-feira desafiadora, como sempre é no Bahrein, em que trabalhamos para entender o carro. Ganhamos muita aderência durante o dia e foi complicado lidar com a traseira do carro com equilíbrio correto para todas as diferentes velocidades de curvas. Mas, no geral, é um bom ponto de partida."

Esteban Ocon, 13º: "O time trabalhou duro hoje. Não é fácil mudar o assoalho rapidamente durante o treino, mas o pessoal fez um trabalho realmente rápido e não custou muito na pista. Todo o trabalho aerodinâmico de hoje rendeu informações valiosas para o futuro. A segunda sessão foi normal Demos muitas voltas, e estou me sentindo fez com o carro. Melhoramos todas as vezes, mas ainda falta ritmo para liderar o pelotão intermediário."

Sergio Pérez, 14º: "O primeiro treino foi movimentado com trabalho de aerodinâmica. Deu-nos muita informação para ajudar a entender quais partes estão promovendo melhor desempenho. Estávamos avaliando a nova asa dianteira e vamos decidir essa noite se continuamos usando pelo resto do fim de semana. A sessão noturna foi calma e deu para fazer tudo o que costumamos para preparar a corrida. Nosso ritmo de corrida ainda é mais forte que o de classificação, e acho que podemos levar alguns pontos neste fim de semana."

Kevin Magnussen (Foto: Haas)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Kevin Magnussen, 15º: "Tivemos uma sexta-feira complicada, mas o carro não está ruim. Há muito a aprender sobre os pneus. A mudança de uma temperatura de um treino para outro complicou um pouco. No momento, temos muito o que fazer para entender o pneus e saber como fazê-los chegar até a temperatura que queremos. É complicado por conta do asfalto ser muito duro e a temperatura variar tanto como aqui. Ainda estou esperançoso de que podemos recuperar algum tempo amanhã."

Charles Leclerc, 16º: "No geral, um dia positivo. A performance de classificação foi boa e o carro estava bom de guiar. Depois, no fim da segunda sessão, completei um treino de bandeira vermelha. Vamos avaliar o que aprendemos durante os treinos e construir algo em cima disso para o TL3 e a classificação. Estou ansioso para voltar ao carro amanhã."

Lance Stroll, 17º: "Dia complicado em termos de classificação geral. Precisamos, com certeza, melhorar muito. O carro está melhor que ano passado, mas ainda não é o bastante. Melbourne teve uma sexta melhor que essa, mas amanhã é outro dia. Temos uma reunião à noite para discutir o carro e o que podemos melhorar, então espero que possamos controlar as coisas e melhorar para amanhã. Creio que podemos melhorar em muitas áreas e que posso melhorar minha volta rápida em 0s1 ou 0s2. Ainda não é o bastante, já que precisamos olhar para maiores ganhos e não apenas pequenos detalhes."

Sergey Sirotkin, 18º: "Foi meio que bom. Completei [o programa], aprendi e coletei muita informação. Tentamos diferentes compostos para amanhã em short e long runs, então foi produtivo. Era o que precisávamos, algumas voltas limpas que podemos usar mais tarde neste ano, então acredito que devemos ficar felizes. Eu fiquei com os pneus mais duros para a primeira ida à pista… Não estamos longe do que esperávamos. O mais importante é que não estamos falando de resultados, mas de informação que coletamos. Nestes termos, foi produtivo. Realisticamente falando, temos coisas a trabalhar e creio que vamos melhorar, assim como os outros. Veremos amanhã quem fez melhor o dever de casa."

Marcus Ericsson, 19°: "Foi um treino cheio. O TL1 foi bom, fiquei no setup mecânico. Durante o TL2, perdi a traseira do carro, o que não era o ideal, mas, conforme o treino avançou, o equilíbrio melhorou e o carro estava bom perto do final. Parece que estamos na direção correta. Vamos analisar as informações hoje à noite e ver o que fazer amanhã."

Brendon Hartley, 20º: "Foi um dia bem produtivo para a equipe; Pierre e eu andamos com diferentes setuos no carro e testamos novas partes, o que foi útil para todos, porque Pierre esteve muito bem o dia todo. Infelizmente eu não deu uma volta representativa com pneus supermacios durante a tarde, mas colhemos informações muito importantes nas long runs. Definitivamente parecemos muito mais competitivos que na Austrália."

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube