Consultor da Red Bull revela que tentou convencer chefão da MotoGP a comandar F1

Helmut Marko afirmou que tentou convencer Carmelo Ezpeleta a se candidatar ao comando da Fórmula 1. O consultor da Red Bull elogiou o trabalho do espanhol na condução da MotoGP

A Fórmula 1 está mesmo de olho na MotoGP. Consultor da Red Bull, Helmut Marko admitiu que tentou convencer Carmelo Ezpeleta, chefe do Mundial de Motovelocidade, a se candidatar ao posto de sucessor de Chase Carey, o atual diretor-executivo da categoria de elite do automobilismo. Seria uma boa aposta?
 
Seja como for, em entrevista à publicação austríaca ‘Speed Week’, Marko avaliou que Ezpeleta já teria conseguido resolver a questão dos pneus, que entende ser o maior problema da F1. Na visão do dirigente, os calçados da Pirelli se ajustam apenas aos carros da Mercedes.
Helmut Marko está tentando 'roubar' o comandante da MotoGP (Foto: Red Bull)
Paddockast #22
O que torna uma corrida de qualquer categoria legal? E chata?

“Na MotoGP, este problema já teria sido resolvido”, disse Marko. “Na F1, não temos de dar vantagem a nenhum time. Somos comprometidos com os fãs para oferecer a melhor corrida possível”, seguiu.
 
Ainda, Marko confirmou que aproveitou a visita de Ezpeleta ao GP da Espanha no mês passado para tentar atrair o espanhol para a F1.
 
“Você tem razão. Eu pedi a ele”, declarou. “O problema são as regras. Carmelo jamais teria permitido tal conjunto de regras”, completou.
 
O consultor rubro-taurino frisou, ainda, que as regras na MotoGP são feitas para ajudar os times pequenos, enquanto que o sistema da Fórmula 1 faz com que apenas um “esforço financeiro maluco” permita a redução da diferença para a líder Mercedes.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube