Consultor minimiza vantagem do 1º dia e diz que sobra da Red Bull “não é tão grande”

Apesar do amplo domínio mostrado por Max Verstappen durante o primeiro dia dos testes de pré-temporada da Fórmula 1, o consultor-esportivo da Red Bull, Helmut Marko, afirmou que a vantagem real é de "apenas 0s3"

Depois que Max Verstappen atropelou os rivais na última quarta-feira (21), durante o primeiro dia dos testes coletivos de pré-temporada da Fórmula 1 no Bahrein, o desempenho deixou a impressão de que a temporada 2024 será mais uma vez dominada pela Red Bull. No entanto, o consultor-esportivo da equipe austríaca, Helmut Marko, afirmou que a vantagem dos taurinos “não é tão grande quanto parece”.

Na última quarta, o tricampeão mundial completou 142 voltas e marcou o tempo de 1min31s344 em seu giro mais rápido, 1s1 à frente do segundo colocado, Lando Norris, da McLaren. No ano passado, o time de Milton Keynes venceu 21 das 22 corridas disputadas, e o início dos testes dá a ideia de que a dinastia vai continuar nesta temporada.

Relacionadas


“A vantagem não é tão grande quanto parece”, disse Marko ao portal alemão Auto Motor und Sport. “Fomos os únicos a entrar na pista com pneus médios novos durante as horas mais frias da noite”, explicou o austríaco.

Nas últimas etapas do Mundial de 2023, equipes como Ferrari e McLaren visivelmente se desenvolveram e até conseguiram, em alguns momentos, dificultar a vida de Verstappen e Sergio Pérez. Porém, dada a ampla liderança, a escuderia de Adrian Newey não precisou se preocupar com grandes atualizações no RB19, focando todas as atenções no RB20 de 2024.

Helmut Marko minimizou o domínio mostrado pela Red Bull no início dos testes da F1 (Foto: Rodrigo Berton/Warm Up)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

O primeiro dia de pré-temporada mostrou que a distância da Red Bull é grande, mas o consultor da esquadra da marca de energéticos garantiu que a situação não é tão simples quanto parece. “Acreditamos que nossa vantagem real é de 0s3”, finalizou.

Nesta quinta-feira, Pérez foi escalado para ir à pista durante o turno da manhã, enquanto seu colega neerlandês participaria das atividades da tarde. No entanto, devido à bandeira vermelha causada por um problema em uma das zebras do circuito, a primeira sessão do dia foi interrompida, chegando ao fim 1h mais cedo. A Red Bull, então, decidiu colocar o mexicano a bordo do RB20 ao longo de todo o dia.

O terceiro dia de testes, nesta sexta-feira, conta com transmissão da F1 TV e cobertura completa do GRANDE PRÊMIOcom a análise do Briefing após cada dia de atividade.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.