Consultor revela que Liberty Media procurou lugar para Alonso na Red Bull

Consultor Helmut Marko revelou que Liberty Media se interessou em segunda vaga na Red Bull para recolocar Fernando Alonso no grid, porém, time recusou imediatamente. Ele também afirmou que existe a chance de Max Verstappen sair da equipe ao fim de 2020

Fernando Alonso deixou a Fórmula 1 ao fim de 2018, mas nunca escondeu o desejo de voltar. O grupo Liberty Media, que gerencia a categoria, chegou a consultar a Red Bull por um lugar para o espanhol durante a pausa das férias, revelou o consultor Helmut Marko.
 
Durante as férias, a Red Bull tomou a decisão de rebaixar Pierre Gasly para a Toro Rosso e promover Alexander Albon. A decisão se provou acertada com o tempo, com os dois pilotos se encaixando bem. Marko afirmou que o time nem cogitou a entrada do bicampeão mundial.
 
"Imediatamente falamos que não tinha lugar para o Alonso. Não daria certo também por conta da Honda, nossa fornecedora de motores. Eles têm dor de cabeça quando ouvem o nome Alonso", disse em entrevista ao site alemão ‘Autobild’, relembrando o período em que Fernando correu com motores Honda na McLaren, entre 2015 e 2017.
Max Verstappen (Foto: Pirelli)
Marko também afirmou que existe chance de saída de Max Verstappen no fim de 2020. Para o consultor, o time precisa construir um carro suficiente para que o holandês conquiste o título mundial. Nesta temporada, Verstappen foi terceiro no campeonato, somando três vitórias.
 
"Temos que dar um carro para o Max ser campeão mundial em 2020. Sem isso, ele vai embora. Neste momento, muitas coisas estão acontecendo nos bastidores. Teremos semanas decisivas", completou Marko.
 

Carregando…

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube