Crítico, Berger reclama da Renault e diz que falta seriedade para marca: “Não fez nada para melhorar”

De acordo com Gerhard Berger, ex-piloto de F1, a Renault deveria mudar sua postura. Para o austríaco, os franceses não estão sendo sérios o suficiente na tentativa de melhorar seus motores, vistos como um dos piores da categoria: “não fizeram quase nada para melhorar, dizendo que tudo está certo e bom”

Gerhard Berger não economizou nas críticas ao atual momento da Renault. O austríaco, perguntado sobre os atritos dos franceses com a Red Bull, disse que a marca não foi séria o suficiente na produção dos motores V6 – o que se reflete no péssimo momento da companhia nas pistas.
 
“Red Bull e Renault claramente se afastaram nos últimos meses, e eu vejo a equipe muito infeliz ao longo desses últimos dois anos. A Renault teve a chance de mostrar que é séria, só precisaria pegar o dinheiro e investir em recursos para batalhar contra a força da Mercedes. Mas nós nunca vimos isso”, analisou o ex-piloto.
O desconforto entre Renault e Red Bull é evidente (Foto: Getty Images)
Os motores da marca, vistos como fracos e defeituosos, colocaram a Red Bull em pé de guerra com os franceses. As cúpulas das duas partes não se entendem, o que levanta rumores sobre uma possível rescisão de contrato. Assim, os austríacos teriam motores Ferrari.
 
“Ele ficaram estagnados ou até andaram para trás, enquanto a Mercedes seguia em frente com sua tecnologia de ponta e seu grande capital. Agora a Ferrari está fazendo de tudo para alcançar. E fizeram um ótimo trabalho, se consolidaram como segundo melhor motor, apesar de estar com grande desvantagem”, continuou.
 
Comparando as duas unidades de potência, Berger nota uma diferença de comportamento. A Renault, depois de ficar para trás, não fez o que precisava para dar a volta por cima.
 
“O motor da Ferrari é, certamente, muito melhor do que o da Renault. Na verdade, parece que a Renault não fez quase nada para melhorar, dizendo que tudo está certo e bom”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube