Dados preliminares de acidente indicam que Schumacher estava 10m fora da pista demarcada, diz rádio

De acordo com a rádio francesa RMC, os primeiros dados referentes à investigação do acidente de Michael Schumacher em uma estação de esqui em Méribel, em Saboia, indicam que o ex-piloto de F1 estava 10m fora da pista demarcada

Acompanhe o noticiário completo sobre o acidente de Michael Schumacher


Michael Schumacher segue em coma induzido em um hospital em Grénoble, na França, tentando se recuperar das graves lesões sofridas no último domingo na estação de esqui de Méribel, em Saboia. Enquanto o heptacampeão da F1 luta pela vida, as autoridades francesas iniciaram uma investigação para determinar as causas do acidente do germânico.
 
A polícia local e a promotoria de Albertville iniciaram as investigações, que têm como meta colher dados técnicos relativos ao revestimento da pista, à qualidade da neve e às causas da queda. 
Dados iniciais indicam que Schumacher estava 10m afastado da pista demarcada (Foto: Mercedes)
As investigações estão sendo feitas em duas frentes: a primeira pela polícia de Albertville e a segunda pelo grupamento de polícia de alta montanha de Bourg-Saint-Maurice – região ligada ao departamento de Saboia –, uma unidade que além de funções administrativas, também é especializada em resgate e em investigações criminais.
 
De acordo com a rádio local RMC, resultados preliminares indicam que Schumacher estava 10 metros fora do limite de uma das pistas demarcadas na estação de Méribel, ou seja, uma pequena distância fora dos limites estabelecidos. 
 
O esqui fora de pista é caracterizado pela irregularidade do percurso, que pode conter pedras e árvores, por exemplo, e também pela neve mais fofa. Nas rotas demarcadas, máquinas limpam o terreno, retirando pedras e deixando a neve mais nivelada – e compacta.
 
Pelo rastro deixado na neve, a investigação preliminar concluiu que Schumacher passou por cima de uma pedra encoberta pela neve com um de seus esquis, o que o fez escorregar e cair, batendo com a cabeça em uma outra pedra.
 
Com o impacto, o capacete que era usado por Schumacher partiu ao meio. O ex-piloto de Ferrari e Mercedes sofreu traumatismo craniano e já passou por duas cirurgias para a remoção de coágulos e para aliviar a pressão intracraniana. 
 
Na manhã desta terça-feira (31), os médicos do Centro Hospitalar Universitário de Grénoble, onde o germânico de 44 anos permanece em coma induzido, afirmaram que o heptacampeão apresentou uma leve melhora em sua condição, mas seu estado geral segue crítico.
As imagens da carreira de Michael Schumacher

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube