Decepcionado com posição no fim do grid, Massa conta com “um pouquinho de sorte” para reagir em Mônaco

Diante de um fim de semana em que quase nada deu certo, Felipe Massa só espera que a corrida no domingo traga uma melhor sorte em relação aos últimos dias. E aposta num GP de Mônaco “em que tudo pode acontecer”

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : ‘pt’
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : ‘inread’
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Tradicionalmente, o GP de Mônaco produz surpresas e resultados até inexplicáveis. Voltando no tempo, Olivier Panis foi uma grande zebra ao vencer a prova em 1996 com uma Ligier. No ano passado, foi a vez de Sergio Pérez surpreender e se colocar no pódio do Principado. Agora, é a vez de Felipe Massa apostar no quesito sorte para avançar depois de uma classificação bastante difícil nas ruas de Monte Carlo.

 
O fato é que a Williams segue com a dura sina de não se acertar em Mônaco. Foi assim nos últimos três anos e também tem sido neste fim de semana. Durante o treino classificatório na tarde deste sábado, Massa foi eliminado no Q2 e teve apenas o 15º tempo. Porém, sua posição de largada deve ser na sétima fila, subindo para 14º, depois da punição imposta a Jenson Button.
 
Mas o brasileiro aposta mesmo é em algum golpe de sorte para reagir e somar alguns pontos em uma das suas corridas em casa.
Felipe Massa conta com um carro que não se encaixou às características do traçado de Mônaco (Photo: Xavi Bonilla / Grande Premio)
“Foi uma classificação muito difícil, como geralmente acontece em Mônaco. Definitivamente não é algo muito bom ter de se classificar em 15º e é uma pena que nós estejamos a sofrer aqui com um carro diferente e com regras diferentes”, lastimou o veterano, apontando que a má fase da Williams em Mônaco segue mesmo diante do novo regulamento técnico adotado em 2017.
 
“É decepcionante largar na parte de trás, mas tudo pode acontecer aqui em Mônaco. Então espero que nós possamos ter uma boa corrida e talvez um pouquinho de sorte amanhã”, acrescentou o piloto, que acabou sendo atrapalhado na sua tentativa derradeira em razão da batida sofrida por Stoffel Vandoorne no fim do Q2.
 
Diretor-técnico da Williams, Paddy Lowe reconheceu que o FW40 também não se encaixou ao traçado de Mônaco. 
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“O carro não está onde deveria estar neste tipo de circuito, e isso é algo que nós vamos ter de desenvolver para o futuro. Além disso, temos de pedir desculpas a Lance Stroll, que teve um vazamento hidráulico durante o Q1, o que o impediu de acelerar. Felipe alinhou para dois stints no Q2, mas ele cometeu um erro em sua primeira tentativa e a segunda foi abreviada por uma bandeira amarela de Stoffel, então nós não tivemos um tempo no Q2”, disse Lowe.

 
“Para amanhã, vamos fazer nosso melhor a partir de onde nós estamos. Claro, o GP de Mônaco é sempre cheio de emoção e incidentes, então Felipe e Lance vão precisar fazer o melhor e tentar trazer alguns pontos para a equipe. Finalmente, parabéns a Kimi Räikkönen pela fantástica pole-position hoje”, concluiu o engenheiro.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL o fim de semana do GP de Mônaco de F1, com largada prevista para 9h (horário de Brasília) de domingo, por meio do novo livetiming.
 
GENIAL, ALONSO FOI ESPETACULAR NA CLASSIFICAÇÃO EM INDIANÁPOLIS E ENTRA NO PÁREO PELA VITÓRIA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = ‘ca-pub-6830925722933424’;
google_ad_slot = ‘8352893793’;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(‘crt_ftr’).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(‘cto_ifr’);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(‘px’)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write('’);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube