Depois de decepção em Cingapura, Red Bull admite que vai “depender de algo diferente” para voltar a vencer

Faltou muito pouco para Daniel Ricciardo vencer o GP de Cingapura, uma das melhores pistas para a Red Bull. Depois da oportunidade perdida, o chefe Christian Horner reconhece que vai ser difícil voltar a triunfar na temporada 2016

A Red Bull chegou perto, mas não foi capaz de sair com a vitória no GP de Cingapura deste domingo (18). Daniel Ricciardo, com pneus novos, quase ultrapassou Nico Rosberg nas últimas voltas. Agora, após passar em branco em uma das pistas mais favoráveis do calendário, a equipe austríaca admite: para voltar a superar a Mercedes em 2016, só com “algo diferente” acontecendo.
 
De acordo com Christian Horner, chefe da Red Bull, as condições normais da F1 vão seguir levando às vitórias da Mercedes. “Vamos depender de algo diferente acontecendo, como mudanças no clima ou degradação de pneu”, disse Horner, em entrevista ao ‘Motorsport.com’.
Christian Horner teme pelo resto de 2016 (Foto: Getty Images)
“Chegamos muito perto. Mais 0s5 e teríamos batido as Mercedes em condições normais. Tomara que outras oportunidades apareçam nas próximas seis corridas, mas as Mercedes estão muito fortes em todas as pistas”, seguiu.
 
A única vitória da Red Bull em 2016 veio no GP da Espanha, com Max Verstappen. Na ocasião, as Mercedes de Lewis Hamilton e Nico Rosberg se bateram e abandonaram na primeira volta. Assim, em caso raríssimo na temporada, a equipe dos energéticos e a Ferrari tiveram chances claras de vencer.
 
O GP de Cingapura prometia bastante para a Red Bull por conta do histórico negativo da Mercedes por lá. Os prateados estavam irreconhecíveis por lá em 2015, enquanto a Red Bull conseguia um raro pódio. Já em 2016, a situação estava mais favorável para os atuais campeões do que se esperava.
PADDOCK GP #46 TRAZ BOB KELLER E DEBATE VITÓRIAS DE FRAGA E PEDROSA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube