Diretor da McLaren promete espírito lutador, mas admite que circuito de Xangai vai “expor fraquezas” do MCL32

Diretor de corridas da McLaren, Éric Boullier avaliou que a passagem pela China vai expor as fraquezas do MCL32 mais do que aconteceu na Austrália. Mesmo assim, dirigente prometeu empenho máximo para extrair o melhor do carro

 
Diretor de corridas da McLaren, Éric Boullier não tem uma expectativa das mais animadoras para o GP da China deste fim de semana. Na visão do dirigente, as características do traçado de Xangai vão expor as deficiências do MCL32.
 
No terceiro ano da atual parceria com a Honda, a McLaren encara outra temporada difícil, com Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne apresentando muita dificuldade para extrair uma boa performance do carro.
 
Na abertura do Mundial na Austrália, Alonso conseguiu se classificar em 13º, mas depois de passar parte da prova na zona de pontuação, teve de abandonar por conta de um problema mecânico. Vandoorne, por sua vez, conseguiu completar a disputa em Melbourne, mas ficou com a 13ª e última colocação.
Éric Boullier admitiu que Xangai vai exibir fraquezas do MCL32 (Foto: McLaren)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Xangai é conhecido por ser um fim de semana imprevisível por um número de razões: é difícil para os carros, os pneus e as unidades de potência e o clima é normalmente precário”, apontou Boullier. “Mas posso prever que não seremos tão fortuitos com nosso ritmo em comparação com nossos rivais como fomos na Austrália”, seguiu. 
 
“As características do Circuito Internacional de Xangai são muito diferentes das de Melbourne, e suas longas e rápidas retas vão expor as fraquezas do nosso pacote mais do que Albert Park”, previu. “Entretanto, vamos, claro, atacar a corrida com nosso tradicional espírito lutador e o mais importante é garantir a confiabilidade com os dois carros antes de focarmos na performance”, defendeu.
 
Chefe da Honda, Yusuke Hasegawa não tem uma perspectiva muito mais animadora para a prova deste fim de semana.
 
“Esperamos que o GP da China seja ainda mais desafiador”, falou Hasegawa. “A corrida é sempre um pouco incerta por conta das condições climáticas variáveis, que afetam o acerto e o equilíbrio do carro”, continuou.
 
“A pista em si também coloca muito estresse nas unidades de potência, com suas curvas de baixa e média velocidade, e duas retas muito longas”, comentou. “Mais uma vez, vamos trabalhar junto com a McLaren para garantir que faremos nosso melhor e que possamos extrair o máximo do nosso pacote. É uma longa temporada e estamos mirando progredir a cada corrida”, concluiu.
 
DEBATE QUENTE SOBRE AS ESTREIAS DE F1 E MOTOGP. ASSISTA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube