Diretor da Williams defende Bottas em incidente com Räikkönen no GP do México e diz: “Tivemos sorte”

Rob Smedley entende que Valtteri Bottas agiu de forma correta durante a disputa de pista com Kimi Räikkönen no GP do México, que resultou no abandono do piloto da Ferrari. Na visão do chefe de performance da Williams, Bottas não teve espaço para evitar o choque ocorrido na 21ª volta da prova

Valtteri Bottas e Kimi Räikkönen voltaram a se tocar em uma etapa da temporada 2015 do Mundial de F1. Menos de um mês depois de os dois finlandeses terem dividido uma curva na última volta do GP da Rússia, com Bottas ficando de fora de um pódio que lhe parecia certo, desta vez o desfecho foi desfavorável ao piloto da Ferrari. Em uma manobra considerada como normal pelos comissários de prova do GP do México, os nórdicos se chocaram entre a curva 4 e 5, com Kimi levando a pior devido a avarias na suspensão traseira da SF15-T, deixando a corrida do último domingo (1) na 21ª volta.
 
Rob Smedley, chefe de performance da Williams, defendeu a postura e a manobra de Valtteri diante do duelo com Räikkönen e falou: “Bottas teve sorte de conseguir continuar na prova”. E foi essa sorte que, aliada a um bom desempenho da sua Williams no Autódromo Hermanos Rodríguez, lhe valeu um pódio ao finlandês, o segundo obtido na temporada 2015.
Bottas e Räikkönen se tocam. Pior para o finlandês da Ferrari (Foto: Reprodução/Twitter)
“Kimi teve um impacto combinado muito forte, vertical e horizontal na suspensão traseira, o que claramente acabou por quebrar a parte traseira direita após o impacto. Tivemos sorte, tudo isso poderia nos ter tirado da corrida sem que Valtteri tivesse feito nada de errado, absolutamente”, declarou o engenheiro britânico.
 
“Não havia mesmo espaço, não havia absolutamente nenhum espaço que fosse. Ele não poderia simplesmente colocar seu carro ainda mais por dentro da curva 4, indo para a curva 5. Valtteri lhe deu espaço suficiente na primeira perna, na parte de fora, e se você olhar por dentro do carro, não havia nenhum lugar para ele passar. Ele já estava com as duas rodas fora da pista, então ele teria de ter saído completamente da pista”, disse. “Kimi sabia que ele estava lá porque ele defendeu a curva por dentro”, avaliou.
 
Pouco depois da corrida, Räikkönen falou ao site da Ferrari sobre a batida, deixando claro que já esperava por uma ‘vingança’ de seu compatriota. 
 
“Quanto ao acidente com Bottas, sempre vai haver duas formas diferentes de ver as coisas, todo mundo pode ter seu ponto de vista, mas, para ser honesto, não esperava um resultado muito diferente. É corrida, no fim das contas, mas acho que eu estava esperando por isso depois do que aconteceu na Rússia. Ele fez isso de propósito? Não sei, você pode decidir por si mesmo, mas isso não muda o resultado final e isso não vai mudar nada para mim no futuro”, disse o veterano.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube