Diretor-técnico da FIA elogia seriedade dos organizadores do GP de Baku e diz que trabalho “está indo como planejado”

Charlie Whiting, diretor-técnico da FIA, se encontrou com o projetista da pista de Baku - e tantas outras -, Hermann Tilke, no fim de semana do GP da Bélgica e se mostrou satisfeito com o trabalho realizado na capital do Azerbaijão

O chefe da organização do GP da Baku, Arif Rahimov, já tinha falado em julho que estava otimista após conversar com Charlie Whiting e esperava a homologação da pista de rua. Agora foi o próprio diretor-técnico da FIA quem sinalizou estar tudo correndo como planejado.
 
Whiting contou que se reuniu com o projetista do circuito de rua, o austríaco Hermann Tilke, e concluiu que os trabalhos estão indo de acordo com o planejado. Ainda há problemas a resolver, o que não é anormal em pistas de rua, mas o caminho é bom até agora na capital azerbaijana.
 
"Tive uma boa reunião com Tilke na Bélgica e aparentemente está tudo bem. Não é como se uma pista normal estivesse sendo construída, claro, porque é uma pista de rua tradicional. Há alguns pontos de preocupação que eles estão fazendo o melhor para superar, mas está indo como planejado, eu diria", disse à revista 'Autosport'. 
Baku, Azerbaijão (Foto: Divulgação)
"Mês que vem eles vão começar o recapeamento que é necessário e coisas assim. Eles estão levando muito a sério", garantiu o diretor.
 
A próxima visita de Whiting a Baku deve ser em janeiro de 2016. O GP está marcado para julho do próximo ano.
 
"Já teve vários pequenos pedaços que precisam de trabalho civil antes de começar a construir a pista. Eles tiveram de mudar vários pavimentos, muros, coisas assim, já que precisaram tirar do caminho para conseguir uma trajetória melhor para a curva e para área de escape. Mas do que eu pude perceber, eles fizeram um bom trabalho", arrematou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube