Diretor-técnico da Lotus vê E23 muito melhor, fácil de pilotar no limite e exalta mudança para Mercedes

Nick Chester, diretor-técnico da Lotus, se disse confiante no desempenho do E23 em 2015 e afirmou que a troca para a Mercedes foi acertada. A equipe também revelou que planeja incorporar atualizações maiores nas etapas da China e da Malásia

Diretor-técnico da Lotus, Nick Chester está confiante de que a equipe de Enstone deu um grande passo com o E23 para 2015, e isso não é resultado apenas da troca de motor para a temporada deste ano. A esquadra deixou as unidades da Renault para usar dos V6 da Mercedes. Chester afirmou ainda que o chassi é muito melhor e, junto com o motor, se tornou um conjunto forte.

"Este ano está muito melhor, a unidade de força é um grande passo à frente", disse Chester. "O chassi é também um avanço. Os pilotos agora podem exigir mais do carro e, além disso, é mais fácil de pilotá-lo do que o último modelo, de atingir o limite", completou o dirigente.

Lotus vê E23 muito melhor (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

"Nós passamos parte dos testes explorando a suspensão do E23, e isso surtiu efeito no equilíbrio encontrado em curvas de baixa velocidade. Estamos tentando deixar o carro menos sensível para os pilotos, para que seja mais fácil extrair desempenho", explicou.

O engenheiro também admitiu que a equipe teve de lidar com pequenos desafios com relação à mudança de motor e a adaptação às unidades da Mercedes. "Foi um desafio incorporar o motor no chassi porque é bem diferente do anterior, então isso deu trabalho", revelou Nick.

Por fim, Chester afirmou que o E23 já tem sido significativamente atualizado e que os pacotes mais completos de novas peças serão usados nas etapas da Malásia e da China. "Nós introduzimos algumas atualizações ao longo dos testes e mais algumas estão indo para Melbourne, mas as novidades maiores estão planejadas para os GPs em Sepang e em Xangai", encerrou.

COMO CADA UM CHEGA

A pré-temporada da F1 terminou. Foram 12 dias de pista em que as equipes se concentraram em diferentes programas para avaliar os carros com os quais vão disputar a temporada 2015. Agora, restam poucos dias para que tudo seja preparado na fábrica e despachado para Melbourne, na Austrália. O GRANDE PRÊMIO traz um análise equipe por equipe, com as escuderias ordenadas pela quilometragem percorrida, do trabalho realizado na pré-temporada.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube