Diretor-técnico da Williams destaca “grande trabalho” de Kubica nos testes em Abu Dhabi: “Estamos felizes com ele”

Paddy Lowe não escondeu a satisfação com o desempenho de Robert Kubica, que acelerou pela primeira vez o FW40 na abertura da sessão de testes coletivos que a Pirelli promove em conjunto com a F1 em Abu Dhabi. “Todo mundo está feliz com ele”, ressaltou o engenheiro, que lembrou que o dia não foi dedicado a buscar tempos, mas para avaliar os pneus, e que as limitações do polonês não são um problema

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

As primeiras impressões da Williams sobre o teste de Robert Kubica com o FW40, iniciado na última terça-feira (28) em Abu Dhabi, foram as melhores possíveis. O polonês, que conforme informa o Diário Motorsport, parceiro do GRANDE PRÊMIO, vai ser o substituto de Felipe Massa na equipe em 2018, completou 100 voltas e totalizou 555 km percorridos ao longo do dia, alcançando seu melhor tempo, 1min41s296, com pneus macios. Paddy Lowe, diretor-técnico do time de Grove, não escondeu a satisfação e minimizou os tempos de volta, deixando claro que o foco foi em avaliar o desempenho do piloto a bordo dos novos pneus produzidos pela Pirelli.

 
Kubica não chegou a fazer simulações de corrida, com seu stint mais longo feito em 13 voltas, alternando com outros stints de 12, dez e outros mais curtos, variando entre seis e oito giros. 
 
Para a quarta-feira, a Williams vai cumprir o mesmo programa pela manhã com Sergey Sirotkin, enquanto Kubica volta à pista na parte da tarde, provavelmente para trabalhar na mesma programação traçada para Lance Stroll na terça-feira. O canadense, diferente de Kubica, acelerou com os novíssimos pneus hipermacios e com eles marcou o quinto melhor tempo da sessão após ter completado apenas 29 voltas.
Kubica foi aprovado no seu primeiro teste com o Williams FW40 em Abu Dhabi (Foto: Williams)
Ao fim da terça-feira, Lowe rasgou elogios ao polonês. “Kubica fez um grande trabalho. Nos deixou bem contentes com isso, com o número de voltas que completou e também com a pilotagem”, destacou o engenheiro em entrevista ao site da emissora ESPN.
 
“É um piloto de enorme experiência e tem muito conhecimento do seu trabalho. É um piloto profissional, de modo que ele tem de ter essa confiança, e você pode perceber isso na garagem, de modo que todo mundo está feliz com Robert”, salientou.
 
Lowe, obviamente, é contido no seu discurso quanto ao futuro de Kubica, mas exaltou o caráter e capacidade de superação do piloto, que sofreu gravíssimo acidente no Rali Ronde di Andora, na Itália, no começo de 2011, onde quase perdeu a vida e teve os movimentos do braço direito prejudicados. “Ele é um piloto que todos admiramos quando ele esteve na F1 e desde então. É um grande exemplo de personalidade o fato de pensar em voltar após o acidente que teve e o fato de estar lutando para voltar à F1”.
 
A equipe britânica lembrou que a prioridade não esteve, nem de longe, nos tempos de volta. “É um teste de pneus, e tem sido incrível trabalhar com Robert e também com Lance, com os dois, a respeito dos pneus do ano que vem. Testamos todos os compostos, menos o superduro e o duro. Os outros cinco, sim. Foi fascinante ter o feedback sobre os pneus e, no caso de Robert, também tivemos a comparação com o carro de 2014, que também é bem interessante”, elogiou.
 
Sobre o futuro de Kubica, Lowe se esquivou. “Não vou falar sobre passos. Testamos e entendemos os pneus no carro, e Robert é um piloto fantástico para contribuir neste processo”, concluiu o engenheiro.
FIM DE UMA GERAÇÃO

GIAFFONE: “BRASIL TEVE SORTE POR TER PILOTOS POR TANTO TEMPO NA F1”

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube