F1

Doria diz que assaltos são “circunstâncias que podem acontecer em qualquer lugar” e avisa: “A privatização é irreversível”

João Doria garantiu que participou do movimento de reforço da segurança em Interlagos e defendeu que os assaltos poderiam acontecer em qualquer lugar. Ainda, garantiu que a privatização do autódromo é questão de tempo e irreversível
Warm Up / EVELYN GUIMARÃES, de Interlagos / FERNANDO SILVA, de Interlagos / GABRIEL CURTY, de Interlagos / PEDRO HENRIQUE MARUM, de Interlagos

João Doria falou neste domingo (12) em Interlagos antes do GP do Brasil. O prefeito de São Paulo, em coletiva acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO, mostrou-se totalmente convencido com a privatização do autódromo, a qual chamou de "irreversível" e disse que o processo de venda do circuito é apenas uma questão de tempo. Doria garantiu que já conversou a respeito do assunto com o Liberty Media, Bernie Ecclestone e Tamas Rohonyi, promotor do evento.
 
"O que expliquei ao Liberty, Bernie Ecclestone e ao Tamas é que a privatização é irreversível. Provavelmente, na próxima semana ou daqui a dez dias teremos a resposta quanto ao recurso que foi feito na Justiça", disse.
 
O prefeito garantiu que a liminar que barrou o processo de privatização durante a semana não vai durar muito e mostrou-se bem confiante em dar continuidade ao seu projeto.
 
"A liminar não limita, apenas pede um esclarecimento. E aí, tendo essa resposta, vamos partir para a segunda votação na Câmara. Temos 37 votos favoráveis, apenas nove contra. Estamos muito tranquilos em relação à base. Então, o Autódromo será privatizado. Não faltam interessados e há vários grupos que já fizeram manifestações prévias. Grupos nacionais e internacionais, e consorciados", continuou.
João Doria conversou com Bernie Ecclestone e outros dirigentes sobre a privatização (Foto: Secom/Prefeitura de São Paulo)
Ainda, o prefeito de São Paulo tratou de afastar os rumores sobre o fim do autódromo nas mãos de outros donos.
 
"Autódromo terá um bom preço. E terá um investimento imobiliário até para justificar tudo isso. E tenho certeza que será bom para os torcedores. Quero esclarecer também que o autódromo não deixará de ser um autódromo. Queremos que outros eventos aconteçam aqui. E vamos manter a F1. Temos contrato até 2020. E vamos respeitar isso. E depois tentar renovar por mais dez anos, e ter essa corrida por mais uma década e esperamos ver novos Sennas, Piquets, Emersons e Massas.", garantiu.
 
Doria também falou dos casos de assalto a equipes durante o final de semana em Interlagos e assegurou que, ainda que não fosse uma tarefa do governo do estado, pediu reforço para a segurança depois de sexta-feira.
Interlagos vai mesmo ser privatizado (Foto: Fernando Silva/Grande Prêmio)
"Embora seja uma responsabilidade do governo do estado, também é uma questão da prefeitura de São Paulo. Então, ontem, quando eu soube o que havia acontecido, eu falei com o secretário de segurança e pedi um reforço para toda a área de Interlagos. E também um reforço do policiamento das base fixas. Dia e noite, e isso foi providenciado. Pedi ajuda também à guarda metropolitana, para o aumento do controle e da fiscalização. Mas é triste e lamentável o que aconteceu, felizmente ninguém se feriu, não foi uma situação mais trágica, mas é ruim. E que isso nos traga uma boa lição. E que, nos próximos GPs, possamos aumentar a segurança aqui em São Paulo. Lembrando que a própria privativatização do autódromo vai contribuir para isso", seguiu.
 
O prefeito disse que os ocorridos poderiam ter rolado em qualquer uma das praças da F1 e comentou a declaração de Felipe Massa no sábado, que se disse inseguro na cidade.
 
"São circunstâncias que podem ocorrer em qualquer país. É lamentável, mas pode ocorrer. Não justifica, mas entendo que Felipe Massa também tem sido muito solidario com os seus colegas", completou.
 
O GRANDE PRÊMIO e o MSN Esportes acompanham 'in loco' o GP do Brasil com Flavio Gomes, Victor Martins, Evelyn Guimarães, Fernando Silva, Gabriel Curty, Pedro Henrique Marum, Vitor Fazio, Américo Teixeira Jr. e Rodrigo Berton direto de Interlagos. Acompanhe a cobertura aqui e todos os detalhes AO VIVO e em TEMPO REAL aqui.

GERAÇÃO PRIVILEGIADA

F1 TEM ÓTIMA CLASSE EM 2017. E É BOM DEMAIS VÊ-LA EM AÇÃO