Em despedida da Force India, Hülkenberg celebra quarto lugar no Mundial de Construtores e diz: “Crescemos juntos”

Nico Hülkenberg se despediu da Force India com o sétimo lugar no GP de Abu Dhabi. O alemão vibrou bastante com o quarto lugar do time no Mundial de Construtores e destacou o aprendizado que teve dentro da equipe

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
A Force India fechou muito bem a temporada 2016 da F1. Atrás apenas de Mercedes, Red Bull e Ferrari, os indianos fizeram sétimo lugar com Nico Hülkenberg e oitavo com Sergio Pérez neste domingo (27) em Abu Dhabi, garantindo o quarto lugar no Mundial de Construtores.

 
Hülkenberg reconheceu que não tinha carro para brigar por uma posição melhor e lamentou os danos provocados pelo acidente com Max Verstappen na primeira curva.
 
"Foi uma corrida simples e, em sua maior parte, solitária. Eu praticamente só fiquei perto do meu companheiro de equipe, já que o top-6 hoje era inalcançável. A primeira curva foi interessante, o Max me acertou e danificou um pouco meu carro, complicando as coisas", disse.
 
O alemão comemorou os seis pontos que fez na corrida final e destacou principalmente o quarto lugar da Force India no Mundial de Construtores. O piloto, que vai para a Renault em 2017, falou do aprendizado que teve junto do time e de quanto ambas as partes cresceram com os anos.
 
"Ainda bem que o ritmo do carro era bom e eu consegui trazer seis pontos para casa. É ótimo terminar tão bem minha passagem pela Force India e, principalmente, ajudar a equipe a buscar esse quarto lugar no Mundial de Construtores. Todos merecem muitos créditos por isso. Deixo o time com grandes memórias, a Force India sempre será parte da minha vida. Aprendi muito como piloto e sei que nós crescemos juntos. Estou orgulhoso do que fizemos", completou.
Sergio Pérez cruzando a linha final do GP de Abu Dhabi, o último da temporada 2016 da F1 (Foto: Force India)
Pérez gostou do que fez em Abu Dhabi e destacou o esforço que teve para acompanhar Nico Hülkenberg e, no fim, segurar Felipe Massa.
 
"Estou satisfeito com a minha prova. A corrida foi tranquila na sua maior parte, mas ficou tensa no final, já que eu tive que segurar o Felipe. Tentei forçar ao máximo sempre no início dos meus stints para chegar no Nico, mas terminei a prova atrás dele. Foi ótimo terminar a temporada com pontos e mais um ótimo resultado", afirmou.
 
O mexicano completou comemorando o desempenho em 2016, dizendo que quer descansar e aproveitar as férias em sua terra.
 
"Agora eu vou para o México, vou descansar. Foi um ano incrível, mas também muito intenso, então não vejo a hora de ter tempo com meus familiares e amigos. Agora é aproveitar e voltar com tudo em 2017", encerrou.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube